Valores globais de transações do varejo on line atingirão US$ 4,8 trilhões até 2024

0
15

Novo relatório da Juniper Research constatou que os valores totais de transação eRetail chegará a US$ 4.8 trilhões em 2024, acima dos US$ 3.3 trilhões em 2020. Este crescimento será impulsionado pelos mercados emergentes, com a China tendo um valor de 62% crescimento nos próximos 4 anos.

A pesquisa identificou o mercado chinês de varejo eletrônico como um fator importante, além de regiões como América Latina e África e Oriente Médio, pois melhorias na conectividade permitirão o aumento do varejo eletrônico em novos mercados.

A nova pesquisa, "Estratégias para provedores de pagamento: tendências, oportunidades e recomendações do setor 2020-2024", estimula os provedores de pagamento a buscar novas fontes de receita nos mercados emergentes para mitigar o lento crescimento nos mercados desenvolvidos. Acelerar a inclusão financeira via MFS (Mobile Financial Services), pagamentos com código QR e faturamento via operadora será crucial para isso. A pesquisa descobriu que os pagamentos móveis que não exigem uma conta bancária vinculada oferecem possibilidades significativas para pagamentos de comércio eletrônico nos mercados em desenvolvimento.

A pesquisa também descobriu que a penetração de telefones celulares está aumentando mais rapidamente do que a penetração bancária nos mercados em desenvolvimento, o que significa que o acesso móvel é a melhor maneira de os provedores de pagamentos eletrônicos e pagamentos alcançarem possíveis usuários.

Inovação digital significa que os jogadores devem expandir o escopo de seus serviços

O lançamento contínuo do Open Banking está impulsionando a inovação digital, que ameaça reduzir a dependência de cartões de débito e crédito. Além disso, a popularidade das carteiras móveis está tendo um efeito perturbador, com os cartões físicos se tornando menos importantes para o mercado de pagamentos.

Consequentemente, a pesquisa sugere que as redes de cartões devem ser proativas, olhando além do cartão, envolvendo-se em iniciativas de Open Banking e oferecendo experiências omnichannel para os usuários

A autora da pesquisa, Susannah Hampton, explicou: "As redes de cartões devem alavancar sua capacidade de investir e estabelecer parcerias com os principais players para ganhar escala em novas áreas, ou deixarão de diversificar seus fluxos de receita e ficarão vulneráveis ??a futuras interrupções".

Deixe seu comentário