Lucro da Microsoft cai 6,5% no terceiro trimestre fiscal, mas supera estimativas

0
11

A Microsoft encerrou o terceiro trimestre do ano fiscal de 2014, finalizado em 31 de março passado, com uma queda de 6,5% no lucro líquido, que totalizou US$ 5,66 bilhões contra US$ 6,05 bilhões registrados em igual período do exercício fiscal anterior. A receita se manteve praticamente estável, em US$ 20,4 bilhões.

O ganho de US$ 0,68 por ação, no entanto, superou os US$ 0,63 por papel projetados pelo mercado, enquanto a receita ficou em linha com o esperado por analistas.

A receita com dispositivos e produtos de consumo cresceu 12%, para US$ 8,3 bilhões. Esse segmento foi impulsionado pelas vendas do Windows e Windows Pro para OEM, que aumentaram 4 % e 19%, respectivamente, do Office 365 Home, que agora tem 4,4 milhões de assinantes, somando cerca de 1 milhão de assinantes em apenas três meses.

Além disso, a Microsoft vendeu 2 milhões de unidades do console Xbox, incluindo 1,2 milhão do Xbox One. Mas o maior crescimento da receita foi registrado pelo tablet Surface, com expansão de 50% e receita de US$ 500 milhões.

A receita do site de buscas Bing aumentou 18,6%, sendo que as receitas com publicidade em resultados de buscas cresceu 38%, enquanto a receita com o Windows Azure subiu mais de 150%, resultado do anunciou mais de 40 novos recursos que tornam a plataforma mais atraente para desenvolvedores de aplicativos em nuvem.

Apesar do lucro menor que o previsto, o balanço da empresa foi bem recebido por Wall Street. As ações no after-hours trading da Nasdaq subiram 2,56%, negociadas a US$ 40,88, às 20h59 (horário de Brasília).

Deixe seu comentário