Z.ro Bank lança pagamento com liquidação imediata de Bitcoin no varejo

0
137

O Grupo B&T Câmbio, que uma corretora de câmbio independente, lança nesta quarta-feira,24, o Z.ro Bank, o primeira a aceitar Bitcoins para compra de serviços e produtos no varejo com liquidação imediata. A empresa já mante conversas em estágio avançado com grandes varejistas brasileiros e e-commerces de multinacionais interessados em usar a tecnologia.

A Z.ro Pay, que é a instituição de pagamento da fintech, vai permitir que o consumidor pague com Bitcoins qualquer conta do varejo, do restaurante à corrida de taxi. Com a nova tecnologia, a operação é liquidada em até 3 segundos. Até agora, o processamento levava algumas horas, e tanto o varejo, quando o consumidor, se recusava a esperar o fim da transação.

"Os estabelecimentos comercias relutam em receber criptomoedas para pagamentos porque têm receio da variação do valor delas. Como liquidamos qualquer transação imediatamente, esse problema foi solucionado", comenta Marco Carnut, diretor de tecnologia (CTO) da Z.ro Bank, que é reconhecido como um dos maiores especialistas em segurança da informação do Brasil.

Para viabilizar o sistema, foram feitos testes em mais de cem estabelecimentos comerciais de Recife e São Paulo, incluindo o renomado restaurante paulistano A Casa do Porco. "O sucesso foi total, porque o Bitcoin ganha mais popularidade a cada dia. Em 2018, por exemplo, o número de brasileiros que se cadastraram em corretoras de criptomoedas foi mais do que o dobro dos que se cadastraram na bolsa de valores", comenta Carnut.

A proposta da Z.ro Pay é dar liquidez imediata para os detentores de Bitcoin, ao mesmo tempo que reduz significativamente o custo para o varejo. O comerciante ou prestador de serviço vai pagar apenas 0,5% do valor da transação, e não terá custos fixos de mensalidade ou aluguel de máquina. Além disso, recebe o dinheiro dois dias depois que a venda foi realizada.

"Infelizmente no Brasil o que a gente vê na internet são pessoas vendendo Bitcoin como investimento o tempo inteiro e isso é um equívoco. O propósito dessa tecnologia sempre foi o de ser uma versão de dinheiro eletrônico, que permite que pagamentos online sejam enviados diretamente de uma pessoa para outra, sem a necessidade de várias instituições financeiras. Nossa proposta é desintermediar esta cadeira financeira e prover mais um meio de pagamento de potencial mundial, principalmente aos e-commerces", comenta Edísio Pereira Neto, CEO da Z.ro Bank. "Aceitar Bitcoin como método de pagamento é abrir a porta do seu negócio para o mundo".

 

Grandes empresas como Microsoft, Uber, Amazon e Virgin já aceitam Bitcoin como forma de pagamento em alguns de seus produtos comercializados nos EUA. A liquidação das vendas acontece por uma empresa intermediária que garante a conversão imediata da criptomoeda, cobrando uma taxa final de cerca de 1%, portanto maior que a cobrada pela Z.ro Bank.

A fintech terá três braços operacionais. O primeiro é o blockchain banking (Z.ro Bank), que será um aplicativo de contas digitais, com serviços financeiros que vão dos tradicionais pagamento de contas, cartão de débito, transferências e recargas de celulares, até integrações exclusivas com uma wallet para quem possui criptomoedas, que poderão em um único clique converter Bitcoins para reais e fazer seus pagamentos. Para o usuário final, a inovação está em receber Bitcoin e dinheiro numa mesma conta. O segundo braço é voltado para câmbio (Z.ro Câmbio), focado em operações de câmbio online. E o terceiro focado em pagamentos (Z.ro Pay), que está sendo lançado agora. A empresa já está em conversas avançadas com grandes empresas e os maiores comércios digitais do país, que buscam uma ferramenta para aceitar criptomoedas em seus sites.

A startup nasce da fintech de criptomoedas do grupo, a BitBlue, que em menos de um ano se tornou uma das cinco maiores do País. Atento ao aumento da demanda pelos ativos, no início de 2019 a BitBlue se uniu à CoinWISE, fabricante de produtos para o segmento de criptomoedas como máquinas de POS, Giftcard, Hardware Wallets e vending machines de Bitcoin. A fusão da corretora com a empresa de tecnologia criou a Z.ro Bank.

Deixe seu comentário