Lucro da Vasco Data Security tem salto de 280% no segundo trimestre

0
1

A Vasco Data Security, fornecedora de produtos e serviços de autenticação, assinatura digital e gerenciamento de identidade, divulgou nesta quinta-feira, 24, os resultados financeiros relativos ao segundo trimestre e aos primeiros seis meses de 2014, encerrados no último dia 30 de junho.

O lucro da companhia no segundo trimestre deste ano cresceu mais de 280%, totalizando US$ 6,9 milhões, ante US$ 1,8 milhão registrado no mesmo período de 2013. O lucro bruto semestral atingiu US$ 10,4 milhões, evolução de 126% na comparação com os US$ 4,6 milhões verificados no primeiro semestre do ano passado.

O resultado decorre do bom volume de receitas da Vasco, que no segundo trimestre cresceu 28%, atingindo a casa dos US$ 47,7 milhões, contra US$ 37,3 registrados no mesmo período de 2013. No comparativo entre os primeiros seis meses, o crescimento em 2014 foi de 19%, alcançando a marca de US$ 86,5 milhões em relação aos US$ 72,6 milhões dos primeiros seis meses do ano passado.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) totalizou US$ 9,5 milhões e US$ 15,4 milhões no segundo trimestre e no primeiro semestre, respectivamente. A evolução foi de 191% e 120% respectivamente no comparativo entre os seis primeiros meses de 2014 e de 2013.

A empresa anunciou neste período a aquisição da Risk IDS, fornecedora de soluções de autenticação baseadas em risco para a comunidade internacional de bancos, bem como ingressou da Aliança FIDO (Fast Identity Online), consórcio da indústria que define padrões para uma autenticação mais forte e simples durante das transações feitas online.

As projeções da Vasco para o ano incluem um aumento da receita oriunda dos negócios tradicionais de US$ 175 milhões para US$ 180 milhões. "Ao longo do primeiro semestre deste ano, permaneceu aquecido o número de ordens tanto para nossos produtos tradicionais como para os novos empregando a tecnologia Cronto. A força tanto das novas ordens como dos pedidos projetados nos dão a confiança de ampliar a nossa projeção para este ano tanto de receita como de margens operacionais", comentou T.Kendall Hunt, chairman e CEO da Vasco, durante conferência com analistas.

Deixe seu comentário