Operadoras começam a se movimentar para explorar frequência de 700 MHz

0
2

Na esteira da liberação da faixa de frequência de 700MHz, na região metropolitana de São Paulo, anunciada pela Anatel nesta terça-feira, 24, as operadoras Claro e Vivo anunciaram suas estratégias para ampliar a oferta de serviços de banda larga móvel na região.

A Claro iniciou as transmissões nesse espectro em São Bernardo, no ABC, em Santos, no litoral paulista, e em Franca, no interior do Estado. Além de ampliar a capacidade de rede e a expansão da cobertura, a ativação da frequência de 700 MHz melhora a intensidade do sinal em ambientes fechados. Tudo isso permitirá ao cliente uma experiência ainda mais diferenciada.

Na rede da Claro, de tecnologia LTE Advanced Pro, a combinação da nova faixa de 700MHz com as existentes (1800+2600 MHz) adiciona capacidade de transmissão. Quando combinadas com outras funcionalidades avançadas do 4.5G, como o MIMO 4×4 e a modulação 256QAM, permitem acelerar ainda mais smartphones de última geração. "Estamos falando de velocidades até 10x superiores ao 4G convencional. Esse é o 4.5G de verdade, o mais rápido do Brasil.", afirmou Paulo Cesar Teixeira, CEO da operadora.

A ativação do serviço móvel na faixa de 700MHz acontece após o desligamento dos sinais de TV analógica, que envolveu a distribuição de receptores digitais de TV para população. Em um trabalho de excelência conduzido pela Entidade Administradora da Digitalização (EAD / Seja Digital) e pela Agência Nacional de Telecomunicações, o cronograma de liberação tem sido antecipado e está chegando agora às maiores cidades do País. Recentemente, a Claro ativou o SMP nesse espectro no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e, mais recentemente, em Porto Alegre.

Já a Vivo anunciou a ampliação da sua cobertura 4G com a frequência de 700MHz na cidade de São Paulo. E, logo após a finalização dos trâmites legais e regulatórios da Anatel, diz que segue com a ativação em mais 12 municípios do estado, entre eles todo o ABC Paulista (São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), e litoral sul com as cidades de Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande e Cubatão.

Com a ampliação de cobertura de todos esses municípios, a Vivo acumula 932 cidades em todo o país, incluindo todas as capitais, com exceção de Florianópolis, em Santa Catarina, que será a próxima capital coberta com essa frequência.

A Vivo também segue ampliando a cobertura no estado com a tecnologia 4,5G (comercialmente denominado pela operadora 4G+), presente em 265 cidades de São Paulo, e 736 no país. Hoje, todos os munícipios de São Paulo, assim como os do Rio de Janeiro e Espirito Santo, já contam com cobertura de quarta geração na frequência 2.600MHz, primeira faixa disponível para o 4G no Brasil.

Deixe seu comentário