Malwarebytes entra no mercado brasileiro com soluções de detecção e remediação de malware avançado

0
14

A Malwarebytes, empresa de soluções avançadas de prevenção e remediação de malware, anunciou que firmou uma parceria com Synus Technology para distribuir seus produtos no Brasil. Este anúncio reflete o rápido crescimento da Malwarebytes no exterior e sua estratégia contínua em se expandir na América Latina por meio de canais de relacionamentos.

"O Brasil está entre os cinco principais países alvos de ataques à segurança cibernética", disse Marcin Kleczynski, CEO da Malwarebytes. "Synus oferece o melhor no que diz respeito a soluções de segurança inovadoras. Estamos ansiosos para alinhar com um parceiro respeitado para trazer um novo nível de segurança para o mercado brasileiro."

Synus é especialista em segurança da informação, oferecendo soluções de suporte e de segurança confiável para o Brasil. O distribuidor atende grandes empresas brasileiras, incluindo o Banco do Brasil e Embraer. Com esta parceria, Synus irá expandir seu portfólio de soluções com toda a linha de produtos de proteção e remediação de endpoints, que inclui produtos como Breach Remediation, Endpoint Security, Anti-Ransomware, Anti-Malware e Anti-Exploit.

"Nossos revendedores têm nos perguntado por uma solução eficaz para combater a crescente ameaça de malware avançado, especialmente ransomware", disse Charles Drehmer, CEO da Synus. "Synus tem o orgulho de anunciar sua parceria com Malwarebytes, pois acreditamos que equipa os consumidores e empresas com a melhor proteção contra os cibercriminosos."

Marcelo Holtz, gerente de Vendas da Malwarebytes para a América Latina, acrescentou que "o Brasil é bem conhecido por ser um alvo primário da epidemia de cibercrime mundial. Ataques cibernéticos e fraudes on-line para governos e empresas latino-americanas custam bilhões de dólares, anualmente. Nossa parceria com a Synus permite que a Malwarebytes forneça as soluções necessárias para detectar, proteger e remediar os endpoints contra as ameaças mais avançadas que afetam nossos clientes na América Latina, hoje."

Deixe seu comentário