Publicidade
Início Notícias Negócios Estudo revela que até 2022 mais da metade das empresas de manufatura...

Estudo revela que até 2022 mais da metade das empresas de manufatura estarão totalmente conectadas

0
Publicidade

Impulsionadas pela globalização, pelo aumento da concorrência e pela maior demanda dos clientes por mais opções e produtos de alta qualidade, as fábricas conectadas se tornaram uma necessidade. Pesquisa divulgada pela Zebra estima que crescerá significativamente o número de organizações com uma fábrica totalmente conectada durante os próximos cinco anos. O Estudo Sobre A Indústria Da Manufatura 2017  analisa as tendências emergentes que vão moldar o futuro da manufatura industrial. O estudo mostrou que os fabricantes adotam a IIoT para elevar os níveis de visibilidade e qualidade.

De acordo com o levantamento, as empresas de manufatura continuarão adotando a Indústria 4.0 e a fábrica inteligente. Os funcionários usarão uma combinação de identificação por rádio frequência (RFID), tecnologias wearable, sistemas automatizados e outras tecnologias emergentes para monitorar os processos físicos das fábricas e permitir que as empresas tomem decisões descentralizadas. Até 2022, 64% dos fabricantes esperam estar totalmente conectados em comparação com apenas 43% dos dias atuais.

Ainda segundo o estudo, metade dos fabricantes está planejando adotar tecnologias wearable até 2022. Cerca de 55% dos usuários atuais de tecnologias wearable esperam ampliar o nível de utilização nos próximos cinco anos. Os processos manuais devem diminuir em 62% das empresas que usam papel para controlar processos essenciais de manufatura. Segundo o estudo, este tipo de processos ocorrer em apenas em uma em cada cinco empresas de manufatura em 2022.

Executivos de todas as regiões mencionaram a garantia de qualidade como principal prioridade nos próximos cinco anos. Empresas com visão de futuro adotam uma filosofia orientada à qualidade para impulsionar o crescimento, o desempenho e a rentabilidade. Até 022, apenas 34% esperam qualificar para essa prioridade como uma de suas principais preocupações – notando que as melhorias feitas, tanto por fornecedores quanto por fabricantes iguais, finalmente vão elevar a qualidade dos produtos acabados.

Os fabricantes afirmaram que os investimentos em visibilidade vão apoiar o crescimento de toda a sua operação. A parcela de 63% citou o rastreamento com uma combinação de tecnologias como foco central (por exemplo, digitalização de códigos de barras, RFID e sistemas de localização em tempo real (RTLS)), que deverá ser implantado para alcançar a visibilidade desejada.

51% das empresas planejam expandir o uso da tecnologia de voz nos próximos cinco anos. O crescimento mais significativo da tecnologia  será nas maiores empresas (> US$ 1 bilhão) com um uso que atingirá o patamar de 55% até 2022.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile