Apple é condenada a pagar mais de US$ 530 milhões por quebra de patentes da Smartflash

0
8

A Apple foi condenada na terça-feira, 24, a pagar US$ 532,9 milhões após um tribunal dederal do Texas, nos Estados Unidos, determinar que o software iTunes infringiu três patentes da empresa de licenciamento de patentes Smartflash. A empresa havia pedido indenização de US$ 852 milhões, enquanto a Apple esperava pagar no máximo US$ 4,5 milhões.

O caso envolve patentes relacionadas com armazenamento de dados e gerenciamento de acesso através de sistemas de pagamento de direitos digitais. A Smartflash alega que a Apple usou tais patentes, sem autorização, na gestão de apps vendidos no iTunes, tais como "Coin Dozer Pro", desenvolvido pela Game Circus, além do "Grub Guardian" e "WizardBlox," criados pela Kingsisle Entertainment.

"A Smartflash não faz produtos, não tem funcionários, não cria postos de trabalho, não tem presença norte-americana, e está explorando o nosso sistema de patentes para buscar royalties para a tecnologia que a Apple inventou", disse Kristin Huguet, representante da Apple. A fabricante americana declarou que irá recorrer da decisão. Com informações de agências de notícias internacionais.

Deixe seu comentário