HP negocia compra da fabricante de redes Wi-Fi Aruba Networks

0
6

A HP está em negociações para adquirir Aruba Networks, fabricante de equipamentos de infraestrutura de rede sem fio usados por hotéis, universidades e shoppings, informaram pessoas com conhecimento do assunto à Bloomberg News. A compra pode ser anunciada já na próxima semana, segundo uma das pessoas. O negócio, porém, ainda não foi concluído e, portanto, pode não se concretizar.

Se confirmada, esta será a maior aquisição da HP em vários anos e na gestão da CEO Meg Whitman, que tem focado a sua administração na redução de custos e na retomada do crescimento da companhia. Em outubro do ano passado, a fabricante anunciou a separação das divisões de PCs e impressoras da unidade de hardware e serviços corporativos, que se tornarão uma empresa independente, com ações negociadas em bolsa.

A HP está "agora em uma posição em que podemos realmente fazer aquisições, que não podíamos quando começamos", disse Whitman, em uma entrevista na terça-feira, 24, depois da divulgação dos resultados trimestrais da empresa.

Procuradas pela agência de notícias, tanto a HP quanto a Aruba Networks se recusaram a comentar o assunto.

A Aruba produz hardware e software usados em redes Wi-Fi para clientes como a China Dalian Wanda Group Co., que utiliza sua tecnologia em shopping centers. Entre os clientes estão também a Universidade Estadual da Califórnia e o Edzan Hotels & Suites do Qatar.

A projeção de vendas anuais da empresa é de mais de US$ 1 bilhão até o ano fiscal de 2017, uma média de US$ 729 milhões até julho deste ano, segundo estimativas de analistas compiladas pela Bloomberg.

Pequeno acréscimo

A divisão de negócios de redes contribuiu com US$ 562 milhões em vendas no primeiro trimestre do ano fiscal de 2015 da HP, o que representa uma queda de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior. A divisão tem enfrentado desafios nos EUA devido a mudanças nos tipos de tecnologia de rede e na China, por causa do anúncio da venda de sua participação majoritária na fabricante de dispositivos de rede H3C.

Segundo analistas, a Aruba seria um pequeno acréscimo ao negócio global da HP. Além disso, a companhia tem um passado duvidoso quando se trata de aquisição de empresas. Antes de Whitman assumir o comando, a fabricante gastou quase US$ 66 bilhões em aquisições, incluindo a britânica Autonomy, comprada por US$ 10,3 bilhões em 2011. Um ano após o fechamento do negócio, a HP revelou ter descoberto impropriedades contábeis que inflaram o preço da empresa.

Deixe seu comentário