Empresa paranaense investe R$ 4 milhões e inaugura unidades nos Estados Unidos e na Argentina

0
0

A empresa curitibana de tecnologia da informação Gateware segue expandindo seus negócios e pretende crescer 60% em 2020, além de aumentar a oferta de clientes em 50%. Para isso, a inaugura nos próximos dias uma unidade em Nova York, nos Estados Unidos. Ao longo dos próximos dois anos, deverão ser investidos R$2 milhões na consolidação da sede da empresa em solo americano e na formação de uma equipe de 15 pessoas.

O mesmo valor também será investido até 2022 para a expansão das ações e a formação de uma equipe de 30 pessoas em Buenos Aires, na Argentina, na Argentina, onde a empresa já possui uma operação comercial desde o ano passado. Ambos os investimentos no exterior serão realizados para atender a duas grandes empresas do ramo de bebidas. No Brasil, a Gateware está presente em Curitiba (onde está sediada), São Paulo e Rio de Janeiro.

O CEO da empresa, Francisco Ferreira, explica a importância dos investimentos. "Há uma demanda crescente por serviços e por gestão de projetos na área de tecnologia da informação", afirma. A Gateware é especialista em gestão de projetos, produção de softwares, alocação profissional e possui parceria estratégica com a SAP, uma das gigantes da tecnologia em nível global.

No Brasil, a empresa realizou em abril a compra da startup Bexpo, companhia especializada em soluções de inovação voltada para a área da Previdência Social. O principal produto da Bexpo é o aplicativo LivID, que permite que os idosos possam fazer a prova de vida de maneira totalmente digital para a obtenção de pagamentos de aposentadorias ou de pensão.
Em dois meses, com a expansão da atuação comercial, a Bexpo dobrou o número de clientes, chegando a mais de 15 mil beneficiários, e aumentou em 400% o número de possíveis interessados na solução. A meta da Gateware é que o aplicativo alcance mais de um milhão de aposentados e pensionistas em três anos.

Os investimentos na Bexpo fazem parte de uma reestruturação da Gateware causada pela crise do coronavírus. A empresa realizou novas contratações nas áreas comercial, inovação, marketing e gestão e instituiu o home office para todos os funcionários (que antes podia ser feito uma vez por semana).

Para reforçar o trabalho remoto, implantou a ferramenta Workplace, do Facebook, para a comunicação integrada entre os funcionários e a utilização de ferramentas de controle de tarefas e organização de demandas, contratação de funcionários e CRM para relacionamento com clientes. A tecnologia faz parte do processo de digitalização completa da Gateware que deve acontecer nos próximos três anos e permitirá o trabalho 100% remoto para qualquer colaborador.

Deixe seu comentário