Com venda da divisão de celulares, Nokia reverte prejuízo e eleva meta para o ano

0
13

A Nokia não apenas conseguiu um salto no lucro no segundo trimestre deste ano como reverteu o prejuízo registrado em igual período de 2013. A fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações atribui o resultado financeiro a uma margem de lucro trimestral mais forte que o esperado em sua unidade de redes, a principal da companhia, e a venda de sua divisão de celulares para a Microsoft, por US $ 7,3 bilhões. Em razão desse desempenho, a empresa disse que suas expectativas para o ano inteiro melhoraram.

O lucro líquido da Nokia no trimestre totalizou 2,5 bilhões de euros (o equivalente a US$ 3,4 bilhões), ante uma perda de 226 milhões de euros no mesmo período do ano passado. O resultado ajustado, no entanto, que inclui a venda de handsets e outros desinvestimentos, mostra um prejuízo líquido de 26 milhões de euros, contra um prejuízo de 113 milhões de euros em igual período do ano passado.

A empresa registrou lucro operacional para o negócio de redes de 281 milhões de euros (US$ 378 milhões) no segundo trimestre, queda de 14% sobre um ano antes, mas bem acima dos 197 milhões de euros previstos por analistas.

Com a venda da divisão de celulares, cerca de 90% da receita da Nokia vem da produção de hardware e software para redes móveis de telecomunicações. A Nokia também é dona de uma empresa de mapeamento digital que concorre com o Google Maps, além de ter um amplo portfólio de patentes que licencia a outras empresas, incluindo a Microsoft.

Durante conferência com analistas, a empresa disse que seu negócio de rede estava dando sinais de crescimento, especialmente nos mercados emergentes. Tanto que a margem operacional da divisão de redes, um sinal de sua saúde econômica, ficou em 11% no segundo trimestre, superando a previsão média de 7,7%, de acordo com uma pesquisa da Thomson Reuters com analistas.

Deixe seu comentário