Fragmentação de comunicações é problema na mobilidade corporativa

0
0

Soluções de mobilidade corporativa são conhecidas por trazer eficiência, produtividade e controle de dispositivos móveis dentro das empresas. Mas até que ponto o trabalho remoto traz eficiência para os colaboradores? Esse foi um dos temas discutidos durante o painel de novas ferramentes de produtividade móvel no Fórum Mobile+ nesta quarta-feira, 25, em São Paulo.

Uma pesquisa feita pela Siemens Enterprise Communications mostrou que 79% das empresas possuem colaboradores que trabalham remotamente. Dessas, 44% disseram que a fragmentação nas comunicações gera ineficiência e perda da produtividade. "O usuário precisa lidar com várias contas de e-mail, diferentes redes sociais, vários aplicativos de instant messaging", citou Carlos Castro, diretor de marketing de produtos da Siemens. O executivo apresentou a solução Ansible, que deverá ser lançada comercialmente em 2014 e integra o gerenciamento de voz, vídeo, mensagens instantâneas, redes sociais, busca, ferramentas analíticas, entre outros. A gestão de todas as comunicações é feita pela nuvem e tudo funciona em smartphones, tablets e computadores.

A Microsoft também está apostando na sincronia de soluções em dispositivos diferentes. "O usuário quer uma experiência única em vários dispositivos, é preciso ter soluções mais confortáveis para que ele trabalhe no escritório ou no aeroporto, com interfaces mais próximas e sincronização de conteúdo", disse Décio Farias, gerente de produtos Windows Phone da Microsoft. "Tudo gira em torno da convergência das tecnologias", concordou João Moretti, diretor-geral da MobilePeople, fornecedora de soluções móveis corporativas. "O que significa hoje não ter mobilidade corporativa? Perda de lucros, perda de qualidade de vida, perda de credibilidade", completou Moretti.

Deixe seu comentário