HP anuncia meta para reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa

1
25

Como parte dos esforços contínuos para reduzir sua emissão de carbono em todas as fases de seus negócios, a HP anuncia uma meta para reduzir a intensidade das emissões de seu portfólio de produtos em 40% até 2020 em comparação com os níveis de 2010.) Com esse anúncio, a HP afirma ser a única empresa de TI global a estabelecer metas de redução de carbono para as três partes de sua cadeia de valores: operações, cadeia de suprimentos e portfólio de produtos.

Anteriormente, foi anunciada uma meta para reduzir as emissões totais de gases causadores do efeito estufa (GHG) das operações da HP (Escopo 1 e Escopo 2) em 20% até 2020, em comparação com os níveis de 2010. Isso tem base na meta anterior da HP de uma redução de carbono de 20%, que a empresa alcançou em 2011 – com dois anos de antecedência. E no ano passado, a HP estabeleceu uma meta, a primeira para o setor de TI, de gerar uma redução de 20% na intensidade das emissões de GHG relacionadas ao transporte de produtos e à manufatura direta(3) até 2020, em comparação com 2010.

"Como uma das maiores empresas de TI do mundo, acreditamos que estamos posicionados para ajudar nossa empresa e nossos clientes a reduzir as emissões de carbono ao desenvolvermos tecnologias mais sustentáveis que substituam processos e comportamentos ultrapassados e ineficientes", diz Gabi Zedlmayer, vice-presidente e diretora executiva de inovação de negócios corporativos da HP. "Com essa nova meta de emissões, estamos mais uma vez demonstrando nosso compromisso para construir uma economia com baixa emissão de carbono que cria um futuro melhor e um mundo mais saudável para as próximas gerações."

Essa nova meta do portfólio de produtos representa o que há de mais recente em uma série de iniciativas tomadas pela HP para aprimorar o desempenho e reduzir o impacto ambiental de seu portfólio de produtos, o que representa cerca de 61% das emissões de carbono da empresa. Esse trabalho inclui aumentar as eficiências de data centers ao desenvolver soluções com uso eficiente de energia, como a arquitetura de servidores HP Moonshot, que consome até 89% menos energia), usa 80% menos espaço) e custa 77% menos do que um ambiente de servidores tradicional.

No recém-lançado relatório CDP S&P 500 Climate Change Report 2014, a HP recebeu a mais alta pontuação possível, 100 de 100 pontos. Isso resultou no posicionamento da HP no Climate Disclosure Leadership Index, que destaca as empresas que demonstram o mais alto nível de transparência e qualidade de dados em sua divulgação de informações relacionadas ao clima.

Além disso, a HP foi uma das 34 empresas do S&P 500 incluídas no CDP Climate Performance Leadership Index (CPLI) deste ano, que destaca as empresas que têm demonstrado um compromisso com o gerenciamento de mudanças climáticas ao integrarem suas estratégias de negócios e adotarem etapas que possam ser executadas para reduzir os riscos relacionados ao clima. A HP foi colocada na faixa "A" de mais alto desempenho por sua avaliação do desempenho climático.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário