Palo Alto Networks e WMWare fazem acordo para oferecer solução segurança e virtualização na nuvem

0
0

A Palo Alto Networks e  VMware anunciam uma parceria apoiada na plataforma VMWare NSX Network virtualization, para permitir aos clientes  automatizar o fornecimento e distribuição de segurança  em  data centers físicos ou virtuais.

A segurança e a mudança de gerenciamento são desafios operacionais da tecnologia de cloud computing nos ambientes de data centers. A configuração de segurança da rede e a atribuição de políticas podem ser lentas, rígidas e estão atrasadas em relação ao fornecimento de aplicativos. Ao mesmo tempo, uma plataforma de segurança de próxima geração – na qual as políticas de segurança estão ligadas às aplicações, aos usuários e aos dados – tem sido um forte apoio à estratégia de segurança cibernética.

"A nuvem apresenta novos e tradicionais desafios de segurança com base em atributos físicos. Pois, cuidar das portas e dos protocolos não é suficiente para proteger os ambientes altamente dinâmicos", afirma Jon Oltsik, analista sênior principal no Enterprise Strategy Group. "Uma abordagem de segurança de próxima geração que facilite os desafios operacionais por meio da integração com a virtualização de rede, é um requisito para os clientes ampliarem suas implementações na nuvem com confiança".

 Próxima geração

A solução combinada permitirá que os clientes utilizem as capacidades de inserção dos serviços de rede da VMWare NSX com as tecnologias de segurança de próxima geração da Palo Alto Networks para implantar, migrar, escalar e proteger aplicações em seus data centers físicos ou virtuais – com facilidade. Os clientes irão perceber maior agilidade e eficiência graças à política centralizada de gerenciamento e implementação.

O lançamento está sendo utilizado em versão beta e a disponibilização geral está prevista para a primeira metade de 2014. A oferta vai ajudar a acelerar a entrega de serviços de segurança de próxima geração a fim de apoiar a implementação de aplicação virtual, agilizando um processo demorado que, tradicionalmente, é feito de forma manual e que pode atrasar a implementação de aplicação virtual em até dois meses em algumas empresas.

Deixe seu comentário