Soluções de Technology Expense Management: unindo operacional ao estratégico

0
49

Durante muito tempo, as empresas investiam em soluções de Technology Expense Management (TEM) com o objetivo de reduzir custos de Telefonia e TI, que sempre foram muito onerosos. Mas, nos últimos anos, a redução significativa das tarifas ofertadas pelas operadoras de telefonia e o lançamento dos planos de voz ilimitados deixaram menos espaço para otimizações de custos. Por outro lado, a multiplicação das possibilidades de tecnologias e serviços com foco em aumento de performance do time e geração de receita, a partir do melhor uso de ferramentas de TI e Telecom, têm trazido novos horizontes para os líderes de negócios.

Com esse objetivo, repensamos o significado o "E" da sigla TEM e o reposicionamos para Technology Enhanced Management (do inglês Gestão Aprimorada de Tecnologia). Aqui o posicionamento de TEM sai do campo operacional para protagonizar o lado mais estratégico nos negócios. Como sempre costumo comentar: custos têm limite para redução, geração de receita, não.

O consumo de dados e voz pode revelar muito sobre o comportamento do colaborador durante suas atividades no dia a dia da empresa. Para facilitar o entendimento deste conceito, vou listar alguns exemplos de aplicabilidade da Gestão Aprimorada de Tecnologia, exemplificando a importância de levar as ferramentas de TEM para o campo estratégico. Veja como são muitas estas possibilidades:

  • Como mensurar se a equipe comercial de sua empresa tira os pedidos dos clientes por telefone ou em visitas presenciais, seguindo a estratégia corporativa de vendas?
  • No time de executores de trademarketing, como se comportam os colaboradores que têm melhor performance em campo? Como eles usam o aplicativo corporativo, em que momentos estão conectados, o quanto conhecem sobre o que precisa ser feito no PDV?
  • Como posicionar as ferramentas de TI e Telecom para ajudar a melhorar a performance daqueles que não têm atingido suas metas?
  • Quais os melhores conteúdos de e-learning para cada perfil de motorista da equipe de logística, considerando sua performance comparada com o seu comportamento no smartphone no dia a dia e outros dados de negócios vinculados?
  • Como melhorar os resultados de determinados times tendo como base ferramentas de telecom, indicadores de negócios e gamification?

Isso mostra que o consumo de voz e de dados pode revelar muito sobre o comportamento do colaborador durante suas atividades no dia a dia da empresa. E com base nessas informações, é possível traçar estratégias para melhorar a performance dos times.

Para se ter uma ideia de como isso impacta na saúde financeira das empresas, um levantamento feito com clientes da SAFIRA mostra que uma estratégia de TI e Telecom, baseadas em ferramentas TEM, reduz em até 40% os custos com telefonia e tem aumentado a receita, em média, em cerca de 32%.

Unir as duas frentes, de gerenciamento de custos de telecom com base nos conceitos tradicionais de TEM e de investimento em estratégias de conectividade e mobilidade para aumentar a produtividade das equipes comerciais, logística e de trademarketing, trarão resultados visíveis às companhias e, certamente, engajarão líderes da organização muito além das áreas de telecom e TI.

Fernando Valente,  sócio-fundador e Head de Desenvolvimento de Negócios da SAFIRA.

Deixe seu comentário