e-Commerce global pode perder mais de US$ 20 bi com fraudes on-line este ano, estima Juniper Research

1
55

As fraudes no comércio eletrônico devem saltar de US$ 17,5 bilhões em 2020 para mais de US$ 20 bilhões este ano, segundo estudo feito pela Juniper Research. O crescimento de 18% em um único ano é resultado do aumento do interesse dos fraudadores diretamente nos consumidores, o que expõe processos de mitigação de fraude inseguros dos varejistas menos familiarizados e despreparados para os desafios de fraude contínuos.

A pesquisa identificou que os varejistas precisam fazer mais para implementar estratégias de prevenção de fraude em todos os seus canais de comércio eletrônico, ou continuarão a ter grandes perdas. O uso de IA permitirá a biometria comportamental nesta área, o que aumentará a segurança em todos os canais de fraude em potencial.

A nova pesquisa, Fraude de Pagamento Online: Ameaças Emergentes, Análise de Segmento e Previsões de Mercado 2021-2025, descobriu que embora os comerciantes estejam ansiosos para reduzir as taxas de fraude de seus níveis atuais, eles hesitarão em introduzir atritos extras no processo de checkout. O relatório identificou que mensagens claras sobre verificações de segurança e análises comportamentais automatizadas que aproveitam a IA são recursos essenciais para preservar a experiência do usuário.

A coautora da pesquisa, Susan Morrow, explica: "Embora a necessidade de segurança seja maior do que nunca, o ambiente competitivo de comércio eletrônico significa que os comerciantes precisarão garantir que verificações de segurança extras sejam justificadas para o usuário, ou correm o risco de taxas mais altas de abandono do carrinho.

A China será o maior mercado único de fraude de comércio eletrônico

A pesquisa também descobriu que a China será o maior mercado individual de fraude de comércio eletrônico do mundo; responsável por mais de 40% das perdas por fraude de comércio eletrônico globalmente em 2025, em mais de US$ 12 bilhões.

A pesquisa identificou um enorme mercado de comércio eletrônico e uma relativa falta de implantação de plataforma de prevenção e detecção de fraude como os principais motivadores por trás disso. A pesquisa recomenda que os comerciantes que operam na China devem investir na detecção e prevenção de fraudes agora, ou enfrentarão cada vez mais danos às suas já estreitas margens operacionais.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário