Estudo mostra organizações públicas liderando modelo multicloud

0

A Nutanix anuncia as conclusões da Pesquisa Global Enterprise Cloud Index (ECI) de 2022 sobre adoção do modelo de nuvem junto ao Setor Público. Esse relatório mede o progresso com a adoção da nuvem, incluindo governos globais e também o governo federal dos EUA, assim como subsetores de educação pública. A pesquisa mostrou que mais organizações do setor público adotaram multicloud como modelo operacional primário de Tecnologia da Informação, superando a média mundial. Espera-se que a adoção quase duplique de 39% para 67% nos próximos três anos.

Segundo o estudo, a modalidade multicloud está em ascensão e é a arquitetura de TI dominante em uso no mundo, inclusive predominante no setor público. O subsetor global de educação pública relatou o maior uso entre todos os respondentes do ECI (69%), com adoção quase duas vezes superior à média global. De forma específica, o subsetor federal dos EUA também está bem à frente da média, com 47% tendo adotado o modelo multicloud.

Entretanto, a complexidade do gerenciamento além das fronteiras da nuvem continua sendo um grande desafio às organizações do setor público, já que 85% concordaram que, para terem sucesso, suas organizações precisam simplificar o gerenciamento de múltiplas nuvens. Para enfrentar os principais desafios relacionados a custo, segurança, interoperabilidade e integração de dados, 75% concordam que um modelo híbrido multicloud, um modelo operacional de TI com múltiplas nuvens, tanto privadas quanto públicas, com interoperabilidade entre elas, é o ideal.

"A evolução para uma infraestrutura de TI multicloud que abrange nuvens privadas e públicas está em curso em todo o mundo, com o setor público em alta velocidade", diz Chip George, vice-presidente para Setor Público da Nutanix. "Essa evolução requer uma dedicação à segurança forte e inerente da plataforma para executar totalmente a visão multicloud e estender os recursos do núcleo até a borda. As organizações do setor público devem buscar soluções multicloud híbridas que atendam aos requisitos de segurança e, ao mesmo tempo, ofereçam visibilidade, capacidade de gerenciamento e aplicação consistente de políticas, juntamente com um controle rigoroso de custos em todos os ambientes".

Os respondentes da pesquisa do setor público foram questionados sobre seus atuais desafios na nuvem, como eles estão administrando negócios e aplicações de missão crítica atualmente, e como eles planejam administrá-los no futuro. Os respondentes também foram questionados sobre o impacto da pandemia nas decisões recentes, atuais e futuras de infraestrutura de TI e como a estratégia e as prioridades tecnológicas podem mudar por causa disso. Principais conclusões do relatório deste ano:

? As organizações do setor público enfrentam desafios multicloud, incluindo a proteção de seus dados em múltiplas nuvens (49%), mobilidade das aplicações (47%), segurança (46%) e custos de gerenciamento (45%). Além disso, dado que quase todas (97%) as organizações federais dos EUA, 86% da educação pública e 87% de todas as organizações globais do setor público citadas carecem de algumas habilidades de TI para atender às demandas comerciais atuais, é provável que a simplificação das operações seja um foco chave para muitos no próximo ano.

Entretanto, os líderes de TI estão percebendo que não há uma abordagem única para todos, tornando o híbrido multicloud ideal de acordo com a maioria dos entrevistados (75%). Esse modelo ajudará a enfrentar alguns dos principais desafios das implementações multicloud, fornecendo um ambiente de nuvem unificado no qual as políticas de segurança e governança de dados podem ser aplicadas uniformemente.

? As organizações do setor público estão otimistas quanto à mobilidade das aplicações. A mobilidade das aplicações é um facilitador de otimização inteligente em nuvem e multicloud, e embora 75% das organizações do setor público tenham movido uma ou mais aplicações para um novo ambiente de TI durante o último ano, ela está bem abaixo da média entre os setores (91%). Aqueles que o fizeram citaram melhorar a segurança e/ou atender aos requisitos regulatórios (33%), ganho de controle (31%), e desempenho (30%) como os principais impulsionadores. Além disso, 76% concordaram que mover uma carga de trabalho para um novo ambiente de nuvem pode ser caro e demorado, contra 80% de todos os entrevistados em todos os setores, indicando que a mobilidade das aplicações é percebida como melhoria. As organizações de educação pública, que estão à frente da curva multicloud, foram ainda mais otimistas, com apenas 56% concordando com a dificuldade da mobilidade das aplicações, enquanto as organizações federais americanas tiveram o maior nível de preocupação, com 77% concordando.

? Principais prioridades de TI do setor público para os próximos 12 a 18 meses incluem a melhoria da postura de segurança (46%), armazenamento (41%), implementação de 5G (39%) e melhoria do gerenciamento em várias nuvens (39%). Os entrevistados do setor público também disseram que a pandemia em curso os estimulou a aumentar seus gastos com TI em certas áreas que enfatizam o reforço de sua postura de segurança (55%), a implementação de tecnologia de autoatendimento baseado em IA (50%) e a atualização da infraestrutura de TI existente (40%).

Pelo quarto ano consecutivo, Vanson Bourne realizou pesquisas em nome da Nutanix, pesquisando 1.700 tomadores de decisão de TI em todo o mundo em agosto e setembro de 2021. Este relatório é suplementar ao quarto relatório geral do Enterprise Cloud Index (ECI) global e se concentra nas tendências de implantação e planejamento da nuvem no setor público, com base nas respostas de 491 profissionais de TI deste mercado. Ele compara os planos, prioridades e experiências de cloud computing do setor público e subsetor entre si, assim como com outros setores e a base de respostas globais em geral. Os resultados deste relatório atribuídos a "organizações do setor público" ou "setor público global" incluem os entrevistados no governo federal, centralizado e local mundial; educação pública; e organizações públicas de saúde. As conclusões do governo federal dos EUA e do subsetor global de educação pública são discriminadas separadamente, onde especificado, para fins de comparação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui