Levantamento da Anatel aponta que internet móvel ainda precisa avançar no país

0
0

BRASÍLIA — As operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP) ainda vão ter que investir muito para cumprir as metas de qualidade para o serviço de internet móvel, estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).  Ao menos é o que aponta levantamento divulgado pela agência nesta sexta-feira, 26. Conforme o desempenho das empresas, entre os meses de fevereiro e abril, o indicador que demonstra a quantidade de vezes que o usuário consegue navegar na web por meio do celular foi de 96,71%, enquanto o índice aceitável pela Anatel é de 98%.

Em abril, somente a Claro cumpriu a meta da taxa de acesso à rede, com 98,94%. A Vivo atingiu 96,10%, a TIM, 95,98%, e a Oi, 95,45%. O pior resultado por município foi em Juiz de Fora, no interior de Minas Gerais, onde a TIM conseguiu um índice de 64,72%. Já, a Claro, conseguiu alcançar índice de 100% nos meses de fevereiro e março no município de Macapá, no Amapá.

Na divisão de acesso por tecnologia, todas as companhias atingiram o objetivo na rede 3G, de 98%. O principal problema no acesso à internet móvel está nas conexões 2G. Neste caso, a Claro se destaca novamente como sendo a única operadora que atingiu a meta, com porcentual de 98,96%. Já a TIM chegou a 95,81%, Vivo, 95,71%, e Oi, 95,41%. Nas redes 4G, o processo ainda está no início, uma vez que Claro e Vivo são as únicas operadoras que computam assinantes nesta tecnologia, sendo 19 mil e 29,4 mil, respectivamente.

Deixe seu comentário