Ações de tecnologia ajudam investidores a reaver US$ 69 bi perdidos na 'Black Monday'

0
0

Mais uma vez fica provado que o pânico não é bom conselheiro no mercado de capitais. Os investidores que optaram por vender rapidamente seus ativos (sell-offs) durante a Black Monday (como vem chamada a queda recorde das bolsas no mundo na segunda-feira, 24, em alusão a 1987, quando as bolsas de várias partes do mundo caíram em efeito dominó), em meio aos temores sobre a desaceleração da economia chinesa, podem ter perdido dinheiro.

Ao menos é isso que se constata com os investidores que lucraram US$ 69 bilhões — só nesta quarta-feira, 26 — com dez principais ações do índice Standard & Poor's 500, incluindo as do Google, Apple e da varejista online Amazon.com, que subiram 7%, em média, o que, segundo analistas ouvidos pelo jornal USA Today, mostra que essas empresas são grandes o suficiente para gerar ganhos enormes e ajudar a recuperar uma fração dos prejuízos sofridos pelos investidores.

Segundo o jornal americano, os ganhos proporcionados pelas dez gigantes do índice S&P 500 respondem por cerca de um terço dos US$ 199 bilhões de valor de mercado gerado nesta quarta-feira. O índice subiu cerca de 40 pontos, ou 3,9%, a 1.940 pontos, o que compensa parte das perdas maciças verificadas desde 21 de maio. Contudo, o S&P 500 é ainda está abaixo dos US$ 2,1 trilhões de valor de mercado registrados em seu recorde. E essas dez ações — mesmo depois do bom desempenho de hoje — ainda estão abaixo dos US$ 295 bilhões do pico do mercado — responsável por 14% das perdas totais do mercado.

O Google puxou a recuperação. As ações da empresa encerram o dia em alta de 7,79% na Nasdaq, cotadas a US$ 660,17, retornado cerca de US$ 15 bilhões aos bolsos dos investidores. Esse preço das ações do gigante das buscas representa, na verdade, 14% do pico de 21 de maio no mercado amplo.

A tendência de alta também foi verificada nas ações da Apple, que fecharam o dia na bolsa eletrônica com valorização de 5,67%, negociadas a US$ 109,62, dando aos investidores algum fôlego necessário para suportar a Black Monday. Os ganhos desta quarta-feira colocam de volta US$ 12 bilhões em valor de mercado da empresa. Mas isso é apenas uma gota no oceano. A Apple perdeu US$ 145 bilhões em valor de mercado, ou 19%, desde o pico do mercado. Isso significa que a empresa, sozinha, destruiu mais valor do que qualquer outra ação do S&P 500 — mesmo depois da recuperação de hoje.

Já os papéis da Amazon.com fecharam o pregão valendo US$ 500,77, alta de 7,38%.

Deixe seu comentário