Mídia programática: um caminho sem volta e cheio de oportunidades para os profissionais de TI

0
0

Há anos, quando eu comecei a trabalhar com meios digitais, mais precisamente Comércio Eletrônico, os profissionais de marketing tradicional ficavam perplexos com meu conhecimento em TI, programação e telecom. Foi nessa época que eu decidi que era preciso criar cursos que ajudassem os profissionais e futuros profissionais a entender a natureza interdisciplinar dos meios digitais.

Nesses 21 anos de trabalho pude assistir uma grande transformação.  De um universo de pessoas que aprenderam através da experiência e livros o que era a Internet, para pessoas especializadas em um único canal digital, que fizeram certificações online, seguindo blogs, assistindo webinars e indo a encontros presenciais para fazer network.

Nesses anos todos, entretanto, foram raras as vezes que pude ver o pessoal de TI e Ciências da Computação envolvidos de forma mais intensa nessas mesmas conversas, cursos e eventos. Não que esses profissionais não estejam nesses ambientes, mas são mais raros. O interessante é que os presentes nesse universo, antes circunscrito ao povo de marketing e publicidade, são expoentes no que fazem. Por que?  Se há uma coisa que as escolas de engenharia trazem de positivo é a visão analítica, o conhecimento de estatística, o uso avançado de Excel, entre outras ferramentas.

Acontece que até mesmo o marketing digital mudou. Se antes trazia a marca da publicidade tradicional, com suas medidas de sucesso e métricas mais soft (ex.: Brand Awareness), hoje é necessário apresentar análises de Retorno sobre Investimento, custos de aquisição de clientes versus resultados de vendas muito mais apurados. Isso resulta numa visão analítica mais aguda, rápida e eficiente.  E esse universo de marketing programático traz muitas oportunidades aos profissionais de tecnologia.

Marketing Programático refere-se à toda transação automatizada de comunicação com o prospects e clientes de uma empresa. No caso específico da publicidade, refere-se ao uso de ferramentas capazes de otimizar informações para compra de espaços publicitários no mercado. Portanto, o marketing programático exige: conhecimento técnico, visão analítica e conhecimentos de marketing e comunicação digital.

Aqueles que já são profissionais de tecnologia dentro de grandes empresas devem estar percebendo que o marketing, principalmente o digital, está demandando mais de vocês. Ousaria dizer: demandando mais proximidade. Uma das coisas que tenho aconselhado aos meus alunos e colegas é: façam sempre reuniões de trabalho interdisciplinares!  Não adianta ter ideias fantásticas impossíveis de execução a curto prazo. Na maior parte das vezes, ao chamarem o TI desde o início das conversações, é possível criar um roadmap que sai de uma situação inicial para a ideal.  Veja o caso dos apps!  Eles estão sempre em Beta, sendo atualizados e incluindo melhorias aos poucos.

Preparando os profissionais e futuros profissionais para as oportunidades no mercado de programática, trouxemos ao Brasil o New Marketing Institute, que promove cursos, certificações e webinars o ano todo. A mídia programática é um caminho sem volta. Abra os olhos para essa nova oportunidade. Renove-se e seja o profissional que as empresas sonham em ter.

Amyris Fernandez, diretora de Educação e Formação da MediaMath Brasil.

Deixe seu comentário