Lucro e receita da VMware crescem no terceiro trimestre impulsionados pela unidade de serviços

0
0

A VMware, fabricante de software de virtualização e computação em nuvem, encerrou o terceiro trimestre com lucro ajustado e receita melhor do que o esperado, impulsionados por sua divisão de serviços. O lucro líquido totalizou US$ 319 milhões, o que representa um aumento de quase 25% frente aos US$ 256 milhões registrados no mesmo período de 2015.

A receita da companhia também cresceu no período, 6,3%, saltando de US$ 1,67 bilhão para US$ 1,78 bilhão, na mesma base de comparação. A receita do negócio de serviços passou de US$ 991 milhões em igual trimestre de 2015 para US$ 1,09 bilhões neste ano. A receita com licenças de software subiu para US$ 691 milhões contra US$ 681 milhões.

A VMware, da qual a EMC detinha aproximadamente 80%, passou a pertencer à Dell com a aquisição em setembro da fabricante software e equipamentos para armazenamento de dados, por US$ 60 bilhões, a qual agregava outras empresas da sua "federação", que incluía também a Pivotal, VCE, RSA e a Virtustream, subsidiárias integrais ou nas quais a EMC tinha participação.

A VMware fará a transição para o ano fiscal da Dell, com início em 4 de fevereiro de 2017. Como resultado, o primeiro trimestre da empresa vai acabar em 5 de maio. A VMware também anunciou a formação de uma nova organização focada em produtos e serviços em nuvem.

Os resultados financeiros da foram bem recebidos por Wall Street. Após a divulgação do balanço nesta quarta-feira, 26, as ações da empresa no after-hours trading, negociação após o fechamento da Nasdaq, fecharam cotadas a US$ 75,10, alta de 2,6%.

No início do ano, a companhia anunciou um plano de reestruturação que visava cortar cerca de 800 postos de trabalhos. No início deste mês, a VMware assinou um acordo com a unidade de cloud computing da Amazon.com, a AWS, para oferecer às empresas serviços de computação suportados pelos data centers da Amazon.

Deixe seu comentário