Crea-SP lança plataforma que acelera processo de inovação

0
20

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) disponibiliza uma plataforma que busca alavancar a inovação e a transformação: o CreaLab, que abre espaço para pessoas, organizações e startups atuarem, em conjunto, na resolução de desafios estratégicos de forma ágil. 

Com o objetivo de buscar soluções digitais e fomentar meios colaborativos para elaboração de projetos, o CreaLab representa mais um importante avanço da transformação digital na qual o Conselho está inserido, visando melhorias aos seus processos e reafirmando seu compromisso de, ao impulsionar a tecnologia, contribuir com o desenvolvimento. 

O presidente do Crea-SP, Eng. Vinicius Marchese, enfatiza que o CreaLab vem para incentivar a troca de conhecimento e as boas práticas para potencializar um ambiente permanente de avanço, acelerando a criação de soluções tecnológicas que impactem positivamente todo o ecossistema. "Queremos conectar pessoas, organizações e startups para incentivar o surgimento de novas iniciativas que melhorem a vida da sociedade", afirma. 

Para?participar dos projetos desenvolvidos pelo?CreaLab,?a plataforma?propõe?cinco?macro?desafios?que?correspondem às necessidades?do?Crea-SP,?das profissões da área tecnológica, assim como de toda a sociedade. 

O primeiro?é referente à?Fiscalização 4.0, cujo objetivo é?ampliar a inteligência?do tema, por meio da integração de novas funcionalidades,?para que o processo seja mais assertivo.?Já a?Eficiência Operacional?busca?otimizar as ações para a melhor?gestão?de recursos, técnica e de riscos de todos os serviços.? 

O terceiro é a?Otimização do Relacionamento, que tem como foco tornar a comunicação?ainda mais amigável?e eficiente.?Logo após, é destacada a?Engenharia 4.0, no qual o?CreaLab?mapeará iniciativas que fortaleçam a área tecnológica. 

E,?por último, constam as?Cidades Inteligentes. Nesta opção, interessados podem propor?soluções baseadas em supervisão remota,?sensorização,?internet das coisas (IoT, na sigla em?inglês)?e?inteligência?artificial, robôs, controle de energia, medidores inteligentes e?telegestão, novos modelos de negócios e operação de rede, entre outros.? 

"As startups têm um potencial enorme de crescimento e o?Brasil?é um bom exemplo disso.?Em abril?deste ano, o País já contava com 15 unicórnios, que são startups com valor de mercado acima de?US$ 1 bilhão.?Mais importante que?isso?são?os benefícios que essas empresas?entregam para a sociedade e é nesse ponto que o?CreaLab?quer contribuir.?Todo processo de?inovação?e?evolução tecnológica conta com o envolvimento de profissionais do nosso ecossistema e,?por isso,?arrisco a dizer que ainda teremos um unicórnio nascido dentro do?CreaLab", complementa?Marchese.? 

Marco Legal das Startups? 

O lançamento da?plataforma?vai?ao encontro?da?Lei Complementar nº 182/21, o Marco Legal das Startups, que visa?fomentar o ambiente de negócios e?a contratação de startups pela administração pública. 

O superintendente de Tecnologia e Inovação, Experiência do Cliente e Comunicação Estratégica do Crea-SP, Israel Macedo, afirma que o?CreaLab?foi desenhado de acordo com a?legislação: "Temos?nos?debruçado?sobre?esta lei, que?embasa tudo o que pretendemos?desenvolver.?Esta iniciativa é de extrema importância para apoiar projetos e nos aproximar de pessoas que dominam diversos assuntos e estão dispostas a construir algo?relevante?conosco",?finaliza.? 

Deixe seu comentário