Vendas no varejo online devem crescer 25% no Natal, aponta e-bit

0
18

O varejo online no Brasil deverá movimentar R$ 3,85 bilhões no Natal deste ano, de acordo com estimativas da empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit. A cifra, se confirmada, representará um crescimento nominal — sem descontar a inflação — de 25%, na comparação com igual período de 2012, quando o faturamento do setor foi de R$ 3,06 bilhões.

 De acordo com a e-bit, entre 15 de novembro e 24 de dezembro, 10,3 milhões de compras devem ser feitas via internet, sendo que o tíquete médio estimado deve ficar em R$ 368. "O Natal é a data sazonal mais importante para o e-commerce e corresponde entre 15% a 20% do total das vendas do ano. Desta vez, com a Black Friday, prevemos um peso ainda maior", afirmou o diretor-geral da e-bit, Pedro Guasti, em nota, referindo-se à quarta edição da versão brasileira do Black Friday — desconto promovido por lojas na internet — que começa nesta sexta-feira, 29, e vai até domingo, 1º de dezembro, tanto para compras em lojas virtuais como no varejo tradicional.

O levantamento aponta que itens da categoria moda e acessórios devem ser os mais vendidos no Natal, seguidos por eletrodomésticos, telefonia/celulares, casa e decoração, saúde, cosméticos e perfumaria, e informática. Guasti reforça que a realização da Black Friday deve ser importante para que os consumidores antecipem as compras, principalmente no comércio eletrônico. "A antecedência nas compras é uma recomendação importante na época do Natal. O consumidor deve fazer suas aquisições pelo menos 20 dias antes da data. Dessa forma, ele garante que seus produtos cheguem a tempo para a comemoração", afirma.

Deixe seu comentário