Grupo Rodobens contrata serviços de suporte independente

0
0

A Rimini Street anuncia que iniciará a implementação no Brasil de serviços de suporte ao sistema SAP ECC 6.0 do Grupo Rodobens, um dos maiores conglomerados dos setores automotivo, financeiro e imobiliário. Ao contratar o modelo premium da Rimini Street, a Rodobens terá um modelo de suporte mais flexível, responsivo, além de obter uma economia imediata de 50% nas taxas anuais de suporte, em comparação com os valores praticados com o fornecedor anterior, segundo o fornecedor.

"O Grupo Rodobens está constantemente buscando atingir níveis mais elevados de eficiência com um orçamento de TI menor", afirma Marcos Adam, CIO do Grupo Rodobens. "Nosso principal foco era encontrar um parceiro de suporte para nos ajudar a maximizar o valor e tempo de vida de nosso atual sistema ERP para, assim, entregar um nível melhor de serviço em relação ao experimentado com o antigo fornecedor e para nos proporcionar um modelo de serviço mais flexível. Com a Rimini Street, pudemos alcançar todos esses objetivos, incluindo um engenheiro dedicado, que conhece o nosso negócio por dentro e por fora".

Além dos serviços oferecidos ao Grupo Rodobens, com customizações, interoperabilidade e Engenheiro de Suporte Primário (PSE) dedicado, a Rimini Street fornecerá suporte para atualizações nas áreas fiscal, legal e regulatória, incluindo a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e). Ela também fornece centenas de atualizações para assuntos fiscais, legais e regulatórios no Brasil desde setembro de 2011.

Formado por sete unidades de negócios nos setor financeiro e varejo automotivo – banco, consórcio, corretora de seguros, leasing e locação de automóveis, veículos comerciais e veículos seminovos – a Rodobens é uma empresa de São José do Rio Preto (SP), com cobertura nacional e um faturamento anual de R$ 4 bilhões. Fundada há 24 anos, a construtora e incorporadora atingiu a marca de 166 projetos lançados no Brasil. A empresa opera em 53 cidades de 11 estados brasileiros. É uma das maiores empresas de construção do país, com 63 mil unidades entregues e 5,5 milhões de metros quadrados construídos.

Deixe seu comentário