Sondagem indica ligeira melhora no desempenho do setor eletroeletrônico em maio

0
0

O clima dos negócios da indústria eletroeletrônica continuou a apresentar cautela em maio, assim como já havia sido registrado em março e abril, de acordo com sondagem realizada pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) junto às empresas associadas.

Embora o relatório aponte que o número de empresas do setor que tiveram crescimento nas vendas e no volume de encomendas, de 37% para 43% em um ano, ele também ressalta que maio do ano passado teve menos dias úteis em virtude do feriado de Corpus Christi, que neste ano caiu em junho. Já o número de companhias que apresentaram queda nas vendas caiu de 37% para 31% na mesma comparação. Ao comparar com o mês imediatamente anterior, o estudo indica que permaneceu praticamente o mesmo o percentual de empresas que informaram crescimento (42%).

O que melhorou na pesquisa foi o cumprimento das metas: nota-se que diminuiu de 59% para 54% as indicações de resultados abaixo do esperado, e aumentou de 29% para 36%, os que ocorreram dentro do esperado. A Abinee ressalta que isso não significa que os negócios necessariamente melhoraram, pois as empresas podem ter ajustado as suas expectativas em função do desempenho de seus negócios nos últimos meses.

Aspectos setoriais

Ainda de acordo com o estudo, o clima de cautela também foi verificado nos casos de bens de consumo. Os melhores desempenhos continuaram sendo dos smartphones e tablets, além dos televisores. No caso de bens de informática, segundo dados da IDC, o mercado de PCs, incluindo tablets, somou 1.750 mil unidades em abril, 3% abaixo de abril do ano passado, decorrente da queda de 37% dos desktops, redução de 16% de notebooks e incremento de 36% de tablets. Nota-se neste último caso, que o mercado de tablets ficou estável em abril comparado com o mês imediatamente anterior. No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o mercado de PCs diminuiu 4% em relação a janeiro-abril de 2013, com incremento apenas no mercado de tablets (+44%).

No caso de telecomunicações, o mercado de telefones celulares continua contando com os smartphones. Conforme dados da IDC, em abril, o mercado de celulares somou 6.015 mil unidades, 2% abaixo de abril de 2013, sendo que os smartphones cresceram 47% e os telefones tradicionais caíram 48%.

Em relação às exportações, os dados da Abinee indicam que estas ficaram estáveis para 47% dos informantes, porém foram significativas, também, as indicações de queda (35%).

Perspectivas

Apesar do modesto desempenho do setor apresentado nos últimos meses, as empresas do setor eletroeletrônico estão otimistas quanto ao desempenho para este mês, já que 44% das consultadas esperam crescimento das vendas em junho. Para o segundo trimestre, expectativa é de incremento das vendas para 49% das entrevistadas, enquanto para o primeiro semestre, essa fatia é de 45%.

Quando considerado todo ano de 2014, a perspectiva também é favorável, porém nota-se redução no percentual de empresas que esperam crescimento, passando de 71%, na sondagem de fevereiro, para 61%, na sondagem de março, 57% em abril e para 54%, na sondagem de maio.

Deixe seu comentário