Equipe tcheca vence competição com solução sobre controle de diabetes na nuvem

0
0

A equipe X.GLU, da República Tcheca, foi a campeã da Imagine Cup 2017, com um projeto de combinação de hardware com a solução em nuvem Microsoft Azure desenvolvida para ajudar pessoas com diabetes a lidar melhor com os sintomas da doença.

O segundo lugar ficou com a equipe Oculogx, dos Estados Unidos, que construiu um app de realidade mista que usa HoloLens e Microsoft Azure para melhorar o processo e a experiência de localizar itens em grandes armazéns. O terceiro lugar foi para a equipe Nash, da Argentina, com um projeto chamado RESCUE, uma plataforma baseada no Microsodt Azure que usa drones para reduzir o tempo de resposta durante desastres naturais. Em quarto lugar, ficou o time NeuroGate, do Canadá, que criou uma solução que usa dados de movimento do Microsoft Kinect e machine learning para analisar padrões de caminhada e diagnosticar potenciais doenças neurodegenerativas.

O caminho para as finais mundiais foi tomado por dezenas de milhares de alunos com uma ideia sobre como mudar o mundo usando programação. Eles passaram meses desenvolvendo suas soluções, planos de negócios e concorrendo em finais nacionais em todo o mundo. Em seguida, 54 equipes de 39 países foram selecionadas para competir na final mundial.

Os projetos apresentados nas finais mundiais abrangeram tecnologias de ponta, incluindo inteligência artificial, realidade virtual / aumentada, Internet das Coisas e nuvem. As equipes representaram algumas das melhores escolas de ciência da computação do mundo, incluindo o Massachusetts Institute of Technology, a Universidade Stanford, a Universidade Oxford, a Universidade de Tóquio e a Universidade de Toronto.

Durante dois dias, as 54 equipes finalistas competiram frente a frente até que restaram as quatro que disputariam para ser a nova campeã da Imagine Cup 2017.

As equipes finalistas competiram diante de três juízes gigantes da tecnologia, como nomes da academia, da Microsoft e do setor de TI como um todo, incluindo a fundadora do Black Girls Code, Kimberly Bryant, o professor de ciência da computação da Universidade Harvard, dr. David Malan, e Mark Russinovich, membro técnico e diretor de tecnologia do Azure. O vice-presidente executivo de nuvem e empresas da Microsoft, Scott Guthrie, anunciou o grande vencedor.

Como vencedora, a X.GLU ganha uma sessão de mentoria com o CEO da Microsoft, Satya Nadella, 100 mil dólares em dinheiro, 125mil dólares em serviços de nuvem Azure e uma viagem à conferência de desenvolvedores Build 2018.

Deixe seu comentário