Nap IT anuncia abertura de filiais nos Estados Unidos, Portugal e Chile

0
122

Com oito anos de atuação no mercado brasileiro e um portfólio de serviços prestados em empresas multinacionais, a Nap IT – Global Network Solutions, consultoria especializada em redes corporativas e integração de soluções em TI, anuncia expansão e abertura de novos escritórios em Portugal, Chile e nos Estados Unidos.

Em 2017, a empresa faturou R$ 16 milhões, metade dessa receita veio do atendimento a clientes em outros países. Para o ano fiscal de 2019, a Nap IT quer aumentar 25% do seu faturamento no mercado internacional com as novas unidades que entraram em operação em Lisboa (Portugal), Santiago (Chile) e na cidade de Mountain View (EUA).

"Estamos posicionando a empresa como uma multinacional brasileira de tecnologia, especialista em soluções de redes de computadores, e que possui uma trajetória de sucesso no aumento da qualidade de infraestrutura de nossos clientes", ressalta Rodrigo Alabarce, CEO da Nap IT.

Um dos destaques do plano de internacionalização da Nap IT foi a criação de uma área especializada no atendimento de projetos em empresas multinacionais – a Global Advanced Services (GAS), que recebeu US$ 300 mil em investimentos para contratação de profissionais altamente qualificados no mercado de tecnologia.  Além disso, a empresa contou com o apoio de consultorias especializadas em processos de internacionalização, que fizeram a análise dos custos e das exigências da legislação para abrir serviços de TI nesses países.

A partir da internacionalização, a empresa visa se consolidar no mercado internacional, ampliar canais de negócios e diminuir custos com distribuidores locais, já que as facilidades nos trâmites de notas fiscais serão significativas para ganhar concorrência no mercado internacional. Outra expectativa é estreitar as relações com fabricantes globais de tecnologias, dos quais a empresa negocia soluções e equipamentos, e com os clientes que já são atendidos por meio da operação no Brasil.

"A ideia é que esses escritórios se comuniquem e tenham sinergia para atender às demandas de infraestrutura de redes do mercado global. Nesses países, pretendemos atuar com foco na abertura de mercado e prospecção de novos clientes. Mas, nos EUA, também queremos aproveitar a proximidade com as novas tecnologias em um país que é líder nessa área", enfatiza Alabarce.

Deixe seu comentário