iPaaS – Integrando serviços na nuvem

0
58

Você já ouviu falar em iPaaS (Integration Platform as a Service)? São serviços em nuvem ou softwares como serviço (SaaS) que permitem que vários aplicativos, componentes de software, dados e infraestruturas, sejam compatíveis. Esse tipo de serviço tornou-se uma parte do valor agregado dos negócios para as empresas que possuem seus ambientes na nuvem e parte importante na decisão do CIO de levar seus workloads para Cloud Computing.

O mercado tem compartilhado experiências sobre a maturidade das empresas no uso de Cloud Computing, já que estamos passando por um momento no qual cloud não é mais uma novidade. Ter os recursos de tecnologia em nuvem para sustentar o crescimento do negócio e fomentar a inovação para que as empresas não tenham seus ambientes obsoletos, já é uma realidade.

Contudo são observados grandes desafios na consolidação de informações, integrações com o legado, entre outras convergências de tecnologias, quando executivos tomam a decisão da jornada para a nuvem ou da transformação digital de suas organizações.

O modelo iPaaS e suas ferramentas de integração vêm ganhando força no mercado justamente para apoiar nesses desafios e permitir que conectores como serviço possam fazer este papel, contribuindo para as decisões de negócio. Segundo o Gartner, este é um mercado emergente e já cresceu mais de 60% desde 2016, movimentando mais de US$ 700 milhões. Essa expansão deve continuar, à medida que a maturidade do uso da nuvem e de Software como Serviço seja potencializada.

iPaaS inclui ferramentas e tecnologias que suportam a execução de fluxos de integração, o desenvolvimento e o gerenciamento do ciclo de vida de integrações, o gerenciamento e o monitoramento de fluxos de aplicativos, a governança e os recursos essenciais de Cloud Computing como serviço, elasticidade e autoprovisionamento.

Dada à crescente mudança em direção a arquiteturas híbridas, é muito importante começar a pensar em estratégias de integração de longo prazo, para suportar modelos de tecnologias que incluam recursos locais e cloud. Para necessidades de integração de curto prazo, o iPaaS se concentra na integração de e-commerce/B2B e integração na nuvem, fornecendo soluções simples que conectam rapidamente aplicativos terceiros e serviços de cloud. Para estratégias mais robustas e planejadas, o iPaaS pode ser totalmente customizado para atingir os objetivos de integração. Desde conectores prontos para integrações simples como Salesforce, Microsoft Dynamics, Office 365, Redes Sociais, até o desenvolvimento de integrações mais complexas como ERPs, CRMs e IoT (Internet das Coisas), por exemplo.

A eficiência e a consistência de um negócio on-line são alcançadas com a agilidade com que os dados são processados entre os aplicativos ou ambientes. Os dados críticos para o negócio precisam ser atualizados em tempo real (ou quase), de modo a permitir que empresas, produtos ou serviços possam funcionar sem intervenção humana. É complexo manter bancos de dados ou aplicativos que sejam sincronizados manualmente. A gestão de identidades entre os ambientes torna-se mais complicada quando eles não estão conectados, além dos custos altos para manter esta operação em funcionamento. Neste cenário, necessidades de integração de dados e identidade são claras. O iPaaS fornece uma plataforma única para integração dessas informações, o que permite eliminar a necessidade de mão de obra ou software especializado para fazer a entrada manual de dados.

O importante é que hoje existem recursos e tecnologias que cercam o modelo de integração iPaaS, permitindo aos gerentes, diretores e profissionais C-Level tomarem decisões mais assertivas e consigam expandir as estratégias de migração ou de transformação em cloud, integrando o que for necessário para a evolução de suas tecnologias, serviços e produtos.

E para finalizar, o iPaaS traz para o mercado plataformas como serviço, facilita integrações, diminui despesas e garante que os modelos de negócio possam se transformar conforme as tecnologias disponíveis em soluções no modelo Cloud Computing. E você, o que você está esperando para reduzir a manutenção dos tradicionais problemas de integração de tecnologias da sua empresa?

Wilder Martins, diretor de Tecnologia na Dedalus.

Deixe seu comentário