Publicidade
Início Inovação Marketing Digital 25% dos e-mails enviados no Brasil em ações de marketing são perdidos...

25% dos e-mails enviados no Brasil em ações de marketing são perdidos ou bloqueados

0
Publicidade

Atualmente, 59% dos e-mails brasileiros chegam à caixa de entrada, 15% caem na caixa de spam e 25% são perdidos ou bloqueados.

No primeiro semestre de 2013, a entregabilidade de e-mails no Brasil experimentou ligeira queda, ainda que o volume de e-mails enviados no país tenha crescido.

A abertura de e-mails em dispositivos móveis no país (veja infográfico) já alcançou taxa de abertura de 57%, e continua em ascensão. Em desktop, onde a leitura é maior em dias de semana, esse índice chegou a 72%.

Quem dá mais detalhes sobre esses dados é Louis Bucciarelli, country manager da Return Path no Brasil, empresa especializada em e-mail intelligence

“A quantidade de e-mails enviados no Brasil vem crescendo consideravelmente, ao longo dos anos. Além disso, muitos provedores de e-mail estão implantando regras mais severas de controle de envio de mensagens”, diz.

Ele acrescenta que esses fatores, somados à baixa reputação dos remetentes, contribuem para uma baixa taxa de entregabilidade. Ressalta que os índices locais estão abaixo da média global.

Bucciarelli se baseia em estudo recente da Return Path desenvolvido para orientar o profissional de marketing a compreender o que os consumidores querem ou não querem receber, para adaptar suas campanhas de e-mail.

Pela primeira vez focando empresas remetentes do Brasil, o estudo traz benchmarks de engajamento, com novas métricas de análise, como “Taxa de Leitura”, “E-mails Deletados Sem Ler”, “E-mails Entregues na Caixa de Spam” e “Grau de Engajamento.”

Baseado nos dados da ferramenta gratuita Sender Score, o estudo da Return Path obteve panorama da reputação dos IPs no Brasil por meio de análise de taxas de reclamação, spam traps, usuários desconhecidos e outras métricas.

Os resultados indicam que a pontuação média no país é de 30, numa escala de 0 a 100, em que, quanto maior a pontuação, mais e-mails chegam à caixa de entrada dos três principais provedores globais.

Em nível mais detalhado, o levantamento concluiu que 44% dos IPs avaliados têm reputação entre 0 e 50 e  têm taxas de entrega entre 26 a 46%, enquanto os 18% dos IPs que receberam pontuação entre 91 e 100 atingem taxa de entregabilidade de 80% a 90%.

Os pesquisadores elegeram a caixa de entrada do Gmail como o “calcanhar de Aquiles” dos profissionais de marketing. No Brasil, no último semestre, apenas 53% dos e-mails via Gmail foram entregues, sendo 47% enviados para a pasta de Spam.

Quanto ao tipo de mensagem, as enviadas por instituições financeiras possuem maior facilidade em alcançar a caixa de entrada do Gmail, seguidas dos e-mails relacionados com Imóveis e Entretenimento.

Como amostra representativa da população consumidora do Brasil, o estudo da Return Path considerou dados de interação real de 2,2 milhões de usuários com e-mails.

 

 

Image courtesy of nokhoog_buchachon at FreeDigitalPhoto.net

 

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário Cancelar resposta

Sair da versão mobile