Estudo indica que é SD-WAN pode impulsionar monetização das telcos no ambiente de nuvem

0
0

Não é novidade que um número crescente de empresas de telecomunicações na América Latina procura fortalecer sua presença no mercado de nuvem para compensar a queda na lucratividade dos serviços de conectividade tradicionais. No entanto, o que mudou nos últimos anos é "como" as empresas de telecomunicações da região estão tentando monetizar com o crescente mercado de computação em nuvem.

"Agora, as empresas de telecomunicações estão aprimorando e expandindo seus portfólios de nuvem por meio de parcerias com os principais players de computação em nuvem da empresa", explica Marcelo Kawanami, gerente e chefe de consultoria para América Latina da GlobalData. Ele acrescenta que essa estratégia de entrada no mercado também permite que as empresas de telecomunicações melhorem seu posicionamento no mercado na nuvem, uma vez que algumas empresas podem não percebê-las como especialistas para atuar neste campo.

De acordo com um novo relatório publicado pela GlobalData, o mercado de computação em nuvem girou algo em torno de US$ 3,7 bilhões em 2019, ante US$ 2,9 bilhões em 2018, impulsionada principalmente pela crescente demanda por soluções híbridas e de múltiplas nuvens. A GlobalData estima que o mercado de serviços de computação em nuvem na América Latina se expandirá em um CAGR de 22,4% de 2019 a 2023, atingindo US$ 8,4 bilhões no final do período previsto.

"Além disso, com a posição dominante das empresas de telecomunicações nos serviços tradicionais de comunicação fixa, muitas começaram a alavancar os serviços SD-WAN como uma estratégia potencial de up-sell para monetizar a oportunidade na nuvem", conclui Kawanami.

Deixe seu comentário