M.Officer aposta em cloud computing e exibe resultados positivos

0
2

A empresa de moda M5 Têxtil, dona das marcas M.Officer, Miele e Carlos Miele, apostou na virtualização de sua infraestrutura de TI e agora exibe os resultados obtidos, como maior eficiência operacional e redução de custos.
Segundo o CEO da companhia, Jair Lorenzetti, o processo de virtualização demorou cerca de dois anos e meio para ser implantado e atualmente a empresa basicamente não tem nenhum servidor in house. "Todas as soluções estão na nuvem e tudo é serviço para nós", explica o executivo, ao ressaltar que o modelo de cloud computing é híbrido, contando com nuvem privada e pública. Lorenzetti participou do 2º Software Innovation, evento promovido na quarta-feira, 28, pela revista TI INSIDE e organizado pela Converge Comunicações.
O projeto da M5 Têxtil mantém, na nuvem, 1.010 terminais ativos, que são utilizados para fornecer os sistemas, incluindo os de meios de pagamento para todas as 300 lojas que a empresa tem espalhadas pelo país e no exterior. No total, são cerca de 700 usuários atualmente.
Lorenzetti conta que antes do projeto de virtualização, a companhia enfrentava problemas na qualidade da informação, custos de manutenção, falta de mão de obra especializada, baixa velocidade para resolução dos problemas, falta de acesso remoto e problemas de indisponibilidade do sistema.
Com a adoção do cloud computing, ele afirma que a empresa conseguiu mais de 99% de disponibilidade do sistema, além de ter reduzido custos e as falhas, e obtido maior eficiência operacional. "Passamos a cuidar mais dos negócios e menos de tecnologia", conclui Lorenzetti, frisando que o projeto auxiliou na evolução dos negócios da empresa.

Deixe seu comentário