Antigas rivais, Microsoft e Salesforce firmam parceria para oferta de software em nuvem

0
32

A Microsoft e a Salesforce.com anunciaram nesta quinta-feira, 29, uma parceria estratégica para criar novas soluções que conectem os aplicativos e a plataforma de gestão de relacionamento com clientes (CRM) da Salesforce ao Office e Windows. O acordo permitirá também aos clientes do serviço de computação em nuvem Windows Azure usar o software da Salesforce. O anúncio foi feito no fim da tarde desta quinta, após o fechamento das bolsas nos EUA, pelo CEO da Salesforce.com, Marc Benioff, e o presidente-executivo da Microsoft, Satya Nadella.

"Estamos muito animados com a parceria com a Salesforce e com ajudar nossos clientes a prosperar em nosso mundo, que coloca a nuvem e os dispositivos móveis em primeiro lugar", disse Nadella, em um comunicado emitido no fim da tarde desta quinta. "Trabalhando juntos, vamos entregar novas soluções que conectem os processos do cliente e os insights da Salesforce à produtividade em nuvem do Office 365 e à mobilidade de Windows, para que nossos clientes possam fazer mais."

"Hoje a chave é colocar o cliente em primeiro lugar", disse Benioff."Junto com a Microsoft, estamos construindo pontes que permitem aos nossos clientes serem mais produtivos."

Com a parceria, os clientes agora serão capazes de acessar o Salesforce e gerenciar os seus negócios a partir de qualquer dispositivo Windows. A pré-visualização estará disponível no final deste ano e o sistema estará disponível, de forma geral, em 2015.

Além disso, uma nova interoperabilidade entre a Salesforce e o Office 365, que vai dar aos clientes acesso ao conteúdo que eles precisam para colaborar, vender, prestar serviços e vender de qualquer lugar. Os planos incluem as capacidades de acessar, compartilhar, editar e colaborar com o conteúdo do Office a partir do Salesforce usando o Office Mobile e o Office para iPad; usar OneDrive para empresas e o SharePoint Online como opções de armazenamento integradas para Salesforce.

Os clientes também poderão usar o software da Salesforce e Outlook juntamente com o novo Salesforce para Outlook, bem como conectar os dados do Salesforce para o Excel e Power BI com o Office 365 para visualizar informações e encontrar novos insights.

O acordo marca uma mudança no relacionamento turbulento entre as duas empresas. Em maio de 2010, a Microsoft processou a Salesforce por infringir nove de suas patentes, desencadeando uma guerra de ações judiciais entre as empresas. Em resposta ao processo movido pela Microsoft, em junho daquele ano, a Salesforce moveu ação contra a Microsoft, alegando que ela teria violado cinco de suas patentes. Antes, em 2005, a Microsoft havia anunciado um produto concorrente ao CRM da Salesforce e, em 2010, lançou uma campanha publicitária anti-Salesforce que tinha como slogan "Não comece forçado".

Desde que assumiu o comando da Microsoft, em fevereiro deste ano, Satya Nadella tem procurado reforçar o negócio do Office 365, bem como de softwares corporativos baseados em nuvem. Além disso, a gigante do software tem procurado maneiras de fazer as aplicações, mesmo de rivais, a trabalharem juntas para atender a demanda dos clientes, que cada vez mais querem ter a possibilidade de usar vários produtos diferentes e compartilhar informações entre eles.

Antes de assumir o cargo de CEO, Nadella era conhecido por sua visão de querer expandir a atuação com antigos rivais da Microsoft. Ele desempenhou um papel fundamental no ano passado no acordo fechado entre a Microsoft e a Oracle para competir com novos rivais que trabalham com computação em nuvem.

Impensável até algum tempo atrás, a união entre as duas gigantes da tecnologia se deve ao fato de estarem perdendo espaço no mercado para empresas mais novas que vendem software pela web. Com a parceria, a Microsoft passou a oferecer o Java da Oracle, o Oracle Database e o Oracle WebLogic Server para clientes do Windows Azure, enquanto a Oracle colocou o Oracle Linux disponível aos clientes do Windows Azure.

No ano passado, a Salesforce também assinou uma parceria de longo prazo com a Oracle. Pelo acordo, a Oracle passou a integrar alguns de seus softwares baseados em nuvem aos produtos da Salesforce.

Notícia atualizada às 17h39.

Deixe seu comentário