Mitel e Polycom obtêm aprovação de acionistas para fusão de suas operações

0
0

Os acionistas da Mitel e da Polycom aprovaram a proposta de aquisição desta última pela fornecedora de soluções de comunicações IP unificadas e aplicações para pequenas, médias e grandes empresas. A aprovação ocorreu durante as assembleias anuais de acionistas das duas empresas, realizadas simultaneamente nesta quarta-feira, 29, em Ontário, no Canadá, e San Jose, na Califórnia.

As empresas também anunciaram que o Comitê de Investimentos Estrangeiros dos Estados Unidos (CFIUS, na sigla em inglês) concluiu a análise do negócio. A sinal verde do CFIUS ocorre após aprovação regulamentar anterior, incluindo o período de carência exigido conforme os termos da lei antitruste Hart-Scott Rodino; a aprovação das autoridades reguladoras antitruste da Alemanha; a aprovação das autoridades reguladoras antitruste da Rússia; e reconhecimento da eficácia da declaração de registro da Mitel no Formulário S-4. A previsão é que a transação seja concluída em agosto próximo.

A combinação da Mitel e Polycom irá criar uma empresa com aproximadamente 7,7 mil funcionários. Embora não tenha revelado o valor da transação, fontes do mercado dizem que a Mitel vai pagar US$ 12,50 por ação da Polycom, o que, se confirmado, representará um prêmio de cerca de 15% sobre o preço de fechamento das ações da empresa no dia 5 de abril deste ano, que foi de US$ 10,84. A Polycom, com sede em San Jose, na Califórnia, tem valor de mercado de cerca de US$ 1,5 bilhão, enquanto a Mitel, com sede em Ontário, no Canadá, vale cerca de US$ 930 milhões.

Deixe seu comentário