Ministro defende que investimento em telecomunicações é essencial para economia global

0
79

Durante participação no Mobile World Congress, em Barcelona, Fábio Faria falou sobre avanços no leilão da radiofrequência e perspectivas para ampliar a produtividade no país
O ministro das Comunicações (MCom), Fábio Faria, participou nesta terça-feira, 29, do segundo dia de programação do Mobile World Congress 2021, realizado em Barcelona, na Espanha. No painel "Inovação e Investimento 5G", Faria falou sobre os avanços no leilão do 5G e reforçou a importância dos investimentos em telecomunicações para impulsionar a economia global.

"As aplicações 5G nos ajudarão a aumentar a produtividade brasileira em setores que temos participação internacional significativa, como minério de ferro, soja, proteína animal, café, máquinas e aeronaves", sustentou o ministro. O encontro fez parte do Programa Ministerial da GSMA – articulação que representa as operadoras de redes móveis do mundo.
Além dos impactos econômicos, Faria defendeu a importância do leilão do 5G para ampliar a conectividade no país e acabar com o deserto digital. O leilão prevê, entre outras metas, o aporte de investimentos para expandir a cobertura da banda larga para mais de 2,5 mil comunidades indígenas e para 48 mil quilômetros de rodovias federais.

"A partir do leilão também vamos implantar um sistema de fibra óptica para atender comunidades na Amazônia e disponibilizaremos rede privativa segura para o governo", pontuou o ministro. Também salientou que os municípios brasileiros – com o 5G – poderão se beneficiar das soluções de cidades inteligentes: os impactos positivos serão notados inclusive no sistema público de saúde. Faria argumentou que o número de dispositivos móveis vinculados na Internet das Coisas (IoT) irá triplicar com a nova tecnologia. A projeção é que passem dos atuais 30 milhões para 100 milhões até 2023.

De acordo com estimativas da GSMA, o 5G deve agregar US$ 2,2 trilhões à economia global nos próximos 14 anos devido aos benefícios digitais que levará a setores como manufatura, saúde e serviços públicos.

Em Barcelona, o Mobile World Congress reúne mais de 2,4 mil empresas líderes do setor de telecomunicações e da indústria móvel. Há mais de 30 anos, o evento é referência em novas tecnologias e atração de investimentos.

Deixe seu comentário