Programa da Softex apoiará o empreendedorismo digital feminino no RJ

0
0

A Softex anuncia o lançamento do Ela Empoder@, programa desenvolvido exclusivamente para fomentar o protagonismo e o desenvolvimento empreendedor digital feminino no Estado do Rio de Janeiro.

A iniciativa, realizada com o apoio do agente Softex RioSoft, tem como público-alvo startups que disponham de projetos em fase de ideação e que tenham mulheres como fundadoras ou co-fundadoras. Segundo dados do estudo "Mulheres na TI" realizado pela área de Inteligência Softex, apenas 20% da força de trabalho do mercado formal de tecnologia da informação é formado por mulheres.

"Além de auxiliar a promover a independência financeira das mulheres através da oferta de bolsas de pesquisa para o desenvolvimento de projetos de base tecnológica, estão também entre as metas do programa colaborar para o aumento da participação feminina no mercado de trabalho no setor de TI e favorecer o seu empoderamento em comunidades empreendedoras", explica Rayanny Nunes, gerente da área de inovação da Softex.

Segundo dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o Brasil deve atingir em 2020 o maior patamar de empreendedores iniciais dos últimos 20 anos, com aproximadamente 25% da população adulta envolvida na abertura de um novo negócio ou com um negócio com até 3,5 anos de atividade. Um levantamento realizado pelo GEM em parceria com o Sebrae estima que existam um total de 53,4 milhões de brasileiros à frente de alguma atividade empreendedora, envolvidos na criação de um novo empreendimento, consolidando um novo negócio ou realizando esforços para manter um empreendimento já estabelecido.

O Programa Ela Empoder@ será executado em 03 fases. A primeira (EMPODERAR) o tem a meta de capacitar até 100 mulheres. Nesta etapa, até 30 equipes serão selecionadas para receber conteúdos sobre desenvolvimento e aceleração, além de acompanhamento quinzenais e mentorias uma vez por semana.

Os conteúdos englobam, entre outros temas, mindset ágil e global, metodologia ágil, marketing, vendas, gestão financeira e de pessoas; validação de problema, design thinking, marketing, aspectos jurídicos e estratégias de pitch.

Na segunda fase (PREPARAR E ACELERAR), as equipes serão selecionadas para receber, cada uma, até R$ 13.000,00 em bolsas do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Elas continuarão com o suporte de conteúdo, acompanhamento e mentoria. A fase 3 (CRESCER) focará no desenvolvimento e no aperfeiçoamento do negócio.

Para informações adicionais e inscrições no Programa Ela Empoder@ acesse aqui

Deixe seu comentário