Análise de performance da Dynatrace revela falhas que levaram à queda do Facebook

1
0

Na última segunda-feira, 27, o Facebook ficou fora do ar por pouco mais de 40 minutos, o que resultou em impactos financeiros para a companhia, além de todo o buzz nas mídias sociais. A Dynatrace realizou uma análise dos motivos que levaram à queda do Facebook e concluiu que o problema poderia ter sido evitado antes que atingisse os usuários da rede social.

A ferramenta de análise da Dynatrace apontou algumas falhas críticas no Facebook desde às 11h35 (horário de Brasília) ou 10h35 (ET-EUA), conforme pode ser visto na lista de causas anexada. Alguns dos problemas estavam ligados diretamente a falhas nos servidores e domínios. Normalmente, quando isso acontece, as companhias tentariam mudar o tráfico para servidores que não estivessem impactados antes que o problema atingisse os usuários.

Vale notar ainda que o tempo de resposta da homepage do Facebook foi aumentando no decorrer do dia até chegar a pouco mais de 30s antes da queda completa na página da rede social, por volta das 16h (de Brasília).

Dynatrace_2015929121831

"Apesar de breve, a falha no Facebook nos mostra como a gestão da performance digital é crítica nos negócios atualmente. Em um mundo em que segundos de atrasos resultam em perdas de milhões de dólares, além do impacto na reputação e lealdade, uma interrupção dessa amplitude pode causar estragos profundos", comentou David Jones, diretor de Vendas da Dynatrace.

"As empresas precisam ter a habilidade de isolar a causa do problema da performance em tempo real e usar essa informação para prevenir os usuários de serem impactados. Conforme vimos o que aconteceu com o Facebook, tanto os usuários como as empresas podem ser levados de volta à Idade das Trevas sem a prevenção necessária", completou.

1 COMENTÁRIO

  1. O interessante é saber porque o problema não foi evitado, já que o propósito da ferramenta é justamente indicar os problemas e a causa raiz antes que os usuários comecem a sofrer o impacto. Faz-me ponderar sobre como o facebook tem aproveitado esses recursos

Deixe seu comentário