Estudo: internet das coisas no setor industrial vai crescer 107% até 2025

1
50

Estudo feito pela Juniper Research identificou que a base de internet das coisas na indústria vai crescer 107% até 2025, saltando de uma receita de US$ 17,7 bilhões este ano para US$ 36,8 bilhões em 2025. A pesquisa identificou a manufatura inteligente como um setor chave de crescimento do mercado de IoT industrial nos próximos cinco anos; respondendo por 22 bilhões de conexões até 2025.

A nova pesquisa, Industrial IoT: Future Market Outlook, Technology Analysis & Key Players 2020-2025, prevê que as redes 5G e LPWA (Low Power Wide Area) desempenharão papéis essenciais na criação de ofertas de serviços atraentes para a indústria de manufatura e possibilitando a realização do conceito de 'fábrica inteligente', em que a transmissão de dados em tempo real e altas densidades de conexão permitem operações altamente autônomas para os fabricantes.

5G para maximizar os benefícios das fábricas inteligentes

O relatório identificou os serviços 5G privados como cruciais para maximizar o valor de uma fábrica inteligente para atender aos usuários, alavancando a tecnologia para permitir níveis superiores de autonomia entre as operações. Ele descobriu que as redes 5G privadas provarão ser mais valiosas quando usadas para a transmissão de grandes quantidades de dados em ambientes com alta densidade de conexões e onde níveis significativos de dados são gerados. Por sua vez, isso permitirá que os fabricantes em grande escala reduzam os gastos operacionais por meio de ganhos de eficiência.

Receita de software para dominar o valor de mercado da IoT industrial

A pesquisa prevê que mais de 80% do valor de mercado da IoT Industrial global será atribuível aos gastos com software até 2025; atingindo US$ 216 bilhões. Ferramentas de software que aproveitam o aprendizado de máquina para análise de dados aprimorada e a identificação de vulnerabilidades de rede agora são essenciais para operações de fabricação conectadas.

A autora da pesquisa Scarlett Woodford observou: 'Os fabricantes devem ter cautela ao implementar a tecnologia IoT; resistir à tentação de introduzir conectividade a todos os aspectos das operações. Em vez disso, os fabricantes devem se concentrar na coleta de dados nas áreas mais valiosas para impulsionar os ganhos de eficiência.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário