Serpro lança plataforma de segurança em nuvem

0
20

O Serpro lançou seu mais novo produto de segurança, o GovShield. A solução é uma plataforma robusta de segurança em nuvem, de rápida implementação e fácil gerenciamento, sem necessidade de equipes de TI ou segurança dedicados. O lançamento ocorre durante a 5ª Conferência Nacional dos Conselhos Profissionais, que é promovida até o dia 21 de outubro, com foco na transformação digital e nas boas práticas relacionadas à gestão pública.

Segundo o gerente de Tecnologia e Gestão de Soluções de Tecnologia da Informação do Serpro, Ismael Tedesco, a solução foi projetada com os mais modernos recursos contra ataques cibernéticos. "O GovShield permite a análise de todo o tráfego destinado a sites por meio de um WAF (Web Application Firewall) e proteção DDoS (Negação de Serviço Distribuída). Além disso, possui interface de auto-atendimento amigável para configuração da proteção de sítios web de forma fácil, altamente escalável e sempre em dia com as ameaças recentes", destaca.

Segurança em nuvem

Com o GovShield, o Serpro expande sua expertise para outros entes públicos que, por questões diversas, não mantêm um departamento ou equipe de TI dedicada. "A plataforma foi desenhada para atender, principalmente, a entes públicos, como prefeituras, secretarias estaduais e municipais, conselhos de classe, tribunais estaduais, órgãos de trânsito, assembleias legislativas e fundações, diminuindo o custos desses com equipes de TI", ressalta o gerente do Departamento de Negócios para o Governo Federal, Breno Ribeiro.

O gerente de Produtos de TI do Serpro, Felipe Lopes, afirma que a implantação da plataforma é rápida. "Com apenas uma alteração de DNS (Sistema de Nomes de Domínio), o órgão consegue ativar a proteção de seu site e aplicativo. É muito fácil de gerenciar, já que a atualização é contínua e sem intervenção humana das regras de segurança, dispensando, ainda, a necessidade de instalação de hardware", explica.

O GovShield permite, também, a monitoração e atuação do ambiente em tempo real, dispensa investimentos em infraestrutura para segurança ou treinamento de pessoal. Com isso, oferecemos uma solução capaz de acelerar a transformação digital de outros entes públicos, com uso de identidades digitais e blindagem de sites", complementa Felipe Lopes.

Deixe seu comentário