Estudo do Yahoo destaca potencial de crescimento do segmento de realidade virtual e aumentada

0
0

O Yahoo divulgou nesta segunda-feira, 30, um estudo sobre o mercado mobile e hábitos de navegação dos usuários, compilados pela sua plataforma de analytics Flurry, que avaliou cerca de 940 mil apps, 2,1 bilhões de devices por mês e 10 bilhões de interações por dia no mundo todo.

O estudo constata o crescimento do acesso mobile, cujo tempo de navegação no último trimestre registrou 5 horas de uso por dispositivo. O Facebook foi o mais acessado, com 19% do total; seguido por música e entretenimento, 15%;  aplicativo de mensagem, 13%; games, 11%, seguidos por uma série de serviços.

O executivo explicou que o mercado de apps vai se transformar com o uso das tecnologias de reconhecimento de voz e de inteligência artificial. As tecnologias de Realidade Virtual e Realidade Aumentada também vão ter forte impacto no mercado de dispositivos móveis, pois recebeu mais de US$ 2 bilhões de investimentos em 2016, atingindo a quantia de 14,9 milhões de dispositivos, que deve crescer para 26,5 milhões de unidades em 2017 e 38,8 milhões em 2018.

Dentre os apps que tiveram crescimento de acessos em 2016, destacam-se os de mensagens com 44%; esporte, 43%; negócios e finanças, 30%;  compras, 25%; saúde e fitness, 18%; utilitários e produtividade, 17%.

No Brasil,  os apps que tiveram maior crescimento em 2016 foram os de compras, 111%; mensagens, 70%; fotos, 15%; música e entretenimento, 13%;  notícias e revistas, 11%. Uma surpresa na pesquisa, segundo Chris Klotzbach, diretor de Analytycs do Flurry, foi o decréscimo de 10% de apps de games.

Por marcas de dispositivos, 45% dos acessos foram feitos por devices Samsung;  21% Motorola; 13% Apple; 9% LG; 2% Sony e 10% outras marcas.

Ele salientou que o mercado até o ano passado pode ser classificado como era do Mobile 1.0,  que agora entra na fase 2.0,  de maior complexidade, onde o desenvolvedores ao invés de desenvolver para uma plataforma deve fazê-lo multiplataforma, pois  o aplicativo  deverá rodar no PC, no mobile, na TV e outros dispositivos de forma integrada.

Deixe seu comentário