Amazon ultrapassa US$ 1 trilhão de valor de mercado

0
66

As ações da Amazon subiram 12% nas negociações "after market" depois do fechamento da Bolsa norte-americana, após anunciar vendas liquidas de US$ 280,5 bilhões, 20% de crescimento em relação ao ano de 2019. No pregão regular fechou valendo US$ 927 bilhões, ultrapassando US$ 1 trilhão, após as vendas adicionais. No trimestre encerrado em dezembro, ela registrou receita de US$ 87,4 bilhões, um aumento de 21% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O lucro por ação foi de US$ 6,47, contra uma expectativa dos analistas de US$ 4,03. O lucro operacional de US$ 3,9 bilhões foi US$ 1 bilhão a mais do que as projeções da empresa.

Também divulgou que seu serviço de afiliados pagos Prime contabilizou 150 milhões de membros mundialmente.

Os negócios em nuvem da Amazon  (AWS) aumentaram 34%, com US$ 9,95 bilhões, com US$ 2,6 bilhões em receita operacional, continuando a ajudar a impulsionar os lucros da Amazon. O segmento de publicidade da empresa não tem sua própria categoria e está listado na categoria "Outros". Essa categoria gerou US$ 4,8 bilhões em receita no trimestre, um aumento de 41% em relação ao ano anterior.

Nas lojas físicas, a Amazon registrou receita de US$ 4,4 bilhões, valor que inclui as lojas Whole Foods e Amazon Go. O resultado representa uma que de 1% em relação ao ano anterior. O serviço de assinatura de streaming Prime atingiu US $ 5,2 bilhões, um aumento de 32%.

Os custos de logística para entregas aumentaram nos últimos anos, pois a empresa pretende acelerar a entrega. Durante o quarto trimestre, a Amazon gastou US$ 12,9 bilhões em remessas, um aumento de 43%. Em 2019, gastou US$ 37,9 bilhões em transporte, um aumento de 37% em relação a 2018.

A girante do comércio eletrônico agora emprega 798.000 pessoas, um aumento de 23% em relação ao ano anterior.

Deixe seu comentário