Fintech oferece microcrédito 100% online e com celular como garantia

0
0

Promover inclusão financeira a brasileiros que estão ou estiveram negativados e que são negligenciados pelo sistema financeiro tradicional foi o que motivou a criação da SuperSim. A mais nova fintech do mercado oferece crédito 100% online para a população das classes C e D e foi fundada por Daniel Shteyn, Antonio Brito e Rômulo Coutinho depois de diversas experiências no setor ao longo de anos. E com a crise gerada pelo avanço do coronavírus no Brasil, a empresa agora também oferece crédito com garantia do celular do cliente.

"Nossa missão é promover uma inclusão financeira que funcione, alcançar aqueles que nenhuma outra empresa alcança, dizer mais 'sim' do que todo mundo. Por isso nos chamamos SuperSim", afirma Daniel Shteyn, presidente da empresa.

O potencial de alcance da SuperSim é grande, uma vez que são mais de 100 milhões de brasileiros que já estiveram negativados e que são negligenciados pelo sistema financeiro tradicional. "No Brasil, uma negativação representa anos sem qualquer alternativa de empréstimo. Isso não faz o menor sentido com as alternativas de dados e tecnologia que temos hoje em dia", pontua Antonio Brito, CEO da empresa.

A SuperSim iniciou suas operações em setembro de 2019, fez milhares de empréstimos e já tem crescido 30% ao mês. "Em 30 segundos aprovamos um cliente, e o crédito é feito em tempo quase real na conta do cliente", afirma Antonio Brito.

Cada cliente passa por uma experiência customizada de acordo com seu perfil de risco e tem uma oferta única de taxas de juros e valor do empréstimo, que pode variar entre R$ 500 e R$ 3.000. "Utilizamos um sistema de inteligência artificial proprietário, cruzando mais de mil pontos de dados externos e internos para avaliar o risco de fraude, capacidade de pagamento e a vontade de pagar", complementa Rômulo Coutinho, CTO da empresa. "Por fim, temos um roteiro de inovações adicionais, que apresentaremos ao longo de 2020 e 2021. Esperamos que cada uma agregue um valor significativo aos nossos clientes e faça com que o restante do mercado financeiro siga nossa liderança.", disse Daniel Shteyn.

A cada empréstimo, o cliente cria um histórico dentro da plataforma. Com isso, o seu risco diminui, o que possibilita taxas mais atrativas e prazos maiores ao longo do tempo, desde que a sua capacidade de pagamento seja mantida. Há uma preocupação permanente com superendividamento.

Para financiar o plano de crescimento, a empresa está estruturando uma securitizadora para captar capital de dívida e continua em processo de captação de capital próprio no Brasil e no exterior. Entre os investidores da SuperSim estão Al Goldstein, criador de duas fintechs de crédito de grande porte dos EUA – a Enova e a Avant –, Bruno Balduccini, advogado do escritório Pinheiro Neto e apoiador de startups no Brasil, e o fundo Distrito Ventures.

Deixe seu comentário