AWS amplia atuação no mercado aeroespacial e satélites

0
43

A Amazon Web Services (AWS) está ampliando sua atuação no setor espacial através de uma unidade de negócios dedicada chamada Aerospace and Satellite Solutions que se concentra em projetos espaciais, para clientes como a NASA, comunicações militares e privados dos EUA, como a Lockheed Martin e outros.

A AWS já atendeu a clientes de satélites e da indústria espacial, inclusive com a oferta AWS Ground Station , que fornece comunicação por satélite e processamento de dados como um serviço, ajudando os clientes a contornar a necessidade de configurar suas próprias estações terrestres dedicadas ao estabelecer suas redes e constelações de satélites.

O segmento da AWS será liderado pelo major-general aposentado da Força Aérea Clint Crosier, que esteve envolvido na criação do braço da Força Espacial dos EUA.

No setor aeroespacial e de satélites, o cliente Capella Space tem toda sua infraestrutura na AWS. Ele está lançando o grande sistema de satélites comerciais de radar de abertura sintética (SAR) do mundo. O SAR é um tipo de radar único, capaz de penetrar em nuvens e coletar dados em todas as condições climáticas, seja dia ou noite. A Capella Space já transferiu seus conjuntos de dados de SAR para a AWS e tem utilizado serviços que incluem análises e machine learning, entre outros, para levar esses dados com rapidez e custos baixos aos seus clientes.

Esse novo foco pode ajudar a custear ainda mais os custos elevados que qualquer startup de satélite deve suportar, como a instalação de estações terrestres – um alívio muito necessário, pois a situação do COVID-19 continua a impactar a capacidade das startups de aumentar, especialmente em áreas de tecnologia de fronteira, como o espaço.

Deixe seu comentário