FCC declara Huawei e ZTE como ameaças à segurança nacional dos EUA

0
23

A Comissão Federal de Comunicação – FCC – declarou as fabricantes chinesas de telecomunicações Huawei e ZTE  como "ameaças à segurança nacional", uma medida que proibirá formalmente ambas empresas usarem fundos federais para comprar e instalar equipamentos nos clientes norte-americanos.

O presidente da FCC, Ajit Pai, disse que o "peso da evidência" apoiava a decisão. As agências federais e os legisladores alegam há muito tempo que, como os gigantes da tecnologia estão sujeitos à lei chinesa, eles podem ser obrigados a "cooperar com os serviços de inteligência do país", disse Pai. A Huawei e a ZTE rejeitaram repetidamente essas alegações.

"Não podemos e não permitiremos que o Partido Comunista Chinês explore vulnerabilidades de rede e comprometa nossa infraestrutura crítica de comunicações", afirmou a FCC, de maioria republicana, em comunicado separado.

A declaração publicada pela FCC nesta terça-feira, 30, disse que a designação tem efeito imediato, mas não está claro como isso muda o status quo.

Em novembro do ano passado, a FCC anunciou que as empresas consideradas uma ameaça à segurança nacional seriam inelegíveis para receber qualquer dinheiro do Fundo de Serviço Universal. O fundo de US$ 8,5 bilhões é a principal maneira da FCC de comprar e subsidiar equipamentos e serviços para melhorar a conectividade em todo o país.

Deixe seu comentário