Atos define estratégia para crescer operações na América Latina

1
21

Com um plano de crescer 15,2% até 2019, a Atos definiu uma estratégia de longo prazo baseada na combinação de pesquisas inovadoras, integração de nuvem e de serviços de tecnologia, com o objetivo de competir com as grandes empresas do mercado global.

A informação é de Yves Guillaumont, CEO da Atos South America, esses objetivos foram traçados após a empresa passar por uma reestruturação tecnológica e nas vendas, que resultou numa receita de total de 12 bilhões de euros com as soma dos resultados consistentes nos últimos quatro trimestres.  Contribuiu para esse resultado as receitas das empresas que incorporou nos últimos anos, como a Bull, Unify e a unidade de serviços da Xerox.

No quarto trimestre de 2015, as receitas da Atos somaram 3,036 bilhões de euros; no primeiro trimestre de 2016, 2,757 bilhões de euros; no 2º trimestre de 2016, 2,940 bilhões de euros; e no terceiro trimestre de 2016, 2,777 bilhões de euros. A empresa soma 100 mil colaboradores atuando em 72 países. Na região, além do Brasil, tem operações na Argentina, Chile, Peru, México, Colômbia e Uruguai.

Guillaumont explica que a ênfase da Atos na região será atender uma carteira de 300 clientes top e se posicionar como prestador de serviços gerenciados e de integração, com a vantagem ser o único fornecedor de serviços de transformação digital que tem uma forte iniciativa de pesquisa e desenvolvimento.

Ele ser refere ao Lab Quantum Computing, situado na França, que desenvolve pesquisa de computação quântica, onde os bits de hoje serão substituídos por Qbits, onde os dados trafegam através da luz em dez dimensões entre o zero e um que conhecemos hoje. Em segurança de informação, desenvolvem a tecnologia de encriptação homomorphic, padrão de uso militar. "A arquitetura não ser a mesma que conhecemos hoje daqui a 10 anos", enfatiza o executivo.

Mercado

A empresa definiu 4 pilares de tecnologia, orquestração de nuvem hibrida projetos de migração para SAP Hana, Digital Workplace e aceleração do uso de BPM e CRM, com uso da plataforma Codex. Também uma oferta horizontal, baseada nas ofertas de servidores Bullion para acelerar adoção de SAP-Hana; foco em HPC – computação de alto desempenho, soluções de missão critica; uso de big data para aplicações de cibersegurança.

A empresa vê um mercado promissor no Brasil de soluções end-to-end para aceleração do uso de big data e decisão cognitiva; analytics em tempo real, Iot e segurança.

No segmento da nuvem, a Atos pretende trabalhar em orquestração de nuvem hibrida para seus clientes, e não como um provedor de hosting, para o qual tem parceria com a Equinix. O mesmo na administração de data centers dos clientes, com parceiros de fornecimento de tecnologia.

Os mercados que pretende dar ênfase serão os serviços financeiros, energia, utilities, manufatura, transporte, mídia, telecom, retail. Também serviços públicos, como os realizados para as Olimpíadas 2016, que proporcionou ampla visibilidade para a Atos e pesquisa e desenvolvimento, com a oferta de supercomputadores como o Santos Dumont, que entrou para o ranking dos 500 maiores do mundo.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário