Startup defende uso de drones para desafogar serviços de entrega durante a pandemia de Covid-19

0
0

A pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19) está fazendo com que muitas empresas de delivery repensem suas alternativas de entrega. Uma das opções, segundo a startup SMX Systems, é o uso de drones, tendo em vista que a tecnologia aumenta a velocidade e evita o contato entre cliente e entregador.

O mercado de delivery no Brasil está em constante expansão. O último levantamento realizado pelo Sebrae (2017) aponta que a movimentação chegou a R$ 9 bilhões em um ano, com crescimento de aproximadamente 12% no mesmo período. Em 2018 a movimentação ultrapassou R$ 10 bilhões.

O serviço da SMX Systems utiliza drones para o transporte e entrega de cargas leves. O serviço é prestado em Rifaina, cidade no interior de São Paulo que é cortada por um rio, e consiste na entrega de medicamentos.

Os equipamentos realizam entregas com segurança em um raio de aproximadamente 5 quilômetros.

Mercado de trabalho

Para prestar o serviço de pilotagem de drone é necessário ter autorização e cumprir as determinações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Em Curitiba, o Centro Europeu possui um curso específico para a formação de pilotos de drone, demanda que surgiu devido ao crescimento do mercado.

Deixe seu comentário