TIVIT Ventures anuncia investimento de R$ 100 milhões em scale-ups

0

A TIVIT Ventures, braço de investimentos da TIVIT, multinacional brasileira e one stop shop de tecnologia, inicia seu segundo ano de operações com o objetivo de investir R$ 100 milhões em scale ups, startups com modelos escaláveis e de alto impacto, do Brasil e agora também da América Latina.

Com um caixa de 400 milhões de reais para aquisições até 2025, a TIVIT Ventures realizou quatro aquisições de startups nacionais em seu primeiro ano. Atualmente, o ecossistema conta sete marcas, entre adquiridas e criadas organicamente pela TIVIT. São elas: Stone Age, comprada pela TIVIT em 2018, Privally, DevApi, Lambda3 e SENSR.IT, todas adquiridas desde o lançamento da área em agosto de 2020, além das orgânicas CyberSec e TBankS. A meta é alcançar ao menos 25 empresas nos próximos quatro anos.

O plano mostra-se viável diante de um mercado que bateu recordes no último ano e deve se manter aquecido em 2022. As startups brasileiras receberam investimentos de 9,43 bilhões de dólares em 2021, valor 2,5 vezes maior que no ano anterior, segundo relatório da plataforma de inovação Distrito, com 779 transações ao longo do ano, sendo 247 aquisições, contra 200 em 2020.

A estratégia da TIVIT Ventures, liderada pelo Chief Strategy Officer Eduardo Sodero, continua a visar o complemento do portfólio dentro da oferta de ponta a ponta aos clientes, por meio de aquisições de empresas com soluções SaaS (software as a service) especialmente voltadas à cibersegurança, cloud, big data, analytics, fintechs e soluções de transformação digital.

Todas as empresas adquiridas apresentam trajetórias de forte crescimento e escalabilidade, e esta característica segue fundamental, mas agora a TIVIT também passa a buscar startups maiores e com um modelo escalável mais consolidado para potencializar a expansão da multinacional em toda a sua área de atuação, em dez países da América Latina.

Atualmente, duas empresas estão em fase de diligência para eventuais aquisições a serem anunciadas ainda no primeiro semestre. "Continuamos analisando startups que têm desenvolvido soluções disruptivas e que atendem demandas dos nossos clientes, em que figuram algumas das maiores empresas do país", afirma Sodero.

De acordo com o executivo, em pouco mais de um ano, mais de 1,4 mil startups foram mapeadas pela TIVIT ou buscaram a instituição proativamente ou por meio do Pitch Day, um canal TIVIT aberto para que possam inscrever e apresentar seus projetos. Dessas, mais de 300 participaram de rodadas de reunião com os analistas da TIVIT Ventures. As startups adquiridas permanecem com gestão autônoma, e recebem o apoio da TIVIT onde acharem necessário como, por exemplo, nas áreas comercial, marketing, finanças ou recursos humanos, bem como o auxílio para a internacionalização dessas empresas.

Novos negócios que buscam por investidores para parcerias, aquisições e desenvolvimento de produtos e serviços podem se inscrever para o Pitch Day pelo link.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui