SEC investiga vendas da unidade de cloud computing da IBM

0
14

Em documento protocolado nesta quarta-feira, 31, na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que regula as empresas cotadas em bolsa nos Estados Unidos, a IBM declarou que os relatórios de vendas de sua nova unidade de cloud computing estão sendo investigados. Segundo o documento, que detalha os resultados financeiros do segundo trimestre, a IBM soube em maio da investigação iniciada pela SEC, que quer se aprofundar quanto a forma que a empresa reporta sua receita com serviços baseados na nuvem. A companhia disse, ainda, que está cooperando com o órgão nesse sentido.

A IBM não forneceu detalhes sobre que prática, em particular, a SEC estaria questionando. Nos resultados financeiros do segundo trimestre, a companhia não detalhou quanto foi a receita proveniente da unidade de cloud computing, mas disse que o montante cresceu 70% nos primeiros seis meses do ano em relação ao ano anterior. Em 2011, a empresa estabeleceu uma meta de vendas de US$ 7 bilhões até o final de 2015, sendo US$ 3 bilhões com a geração de novas receitas.

O aprofundamento da SEC pode gerar um desafio para todas as empresas que estão apostando cada vez mais em negócios na nuvem, pois ainda não está claro se um mainframe utilizado para uma nuvem privada, por exemplo, é computado como uma receita de hardware ou de serviço de cloud. Categorias como serviço também podem gerar dúvidas nesse âmbito. Com informações de agências internacionais.

Deixe seu comentário