TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Foxconn prepara IPO de unidade de cabos e conectores com meta de levantar US$ 1 bilhão

Postado em: 05/07/2016, às 13:56 por Redação

A Hon Hai Precision Industry, divisão da gigante chinesa Foxconn e principal fornecedora da Apple, entrou, nesta terça-feira, 5, com pedido para realização de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua divisão de cabos e conectores na Bolsa de Hong Kong. A expectativa da fabricante é levantar até US$ 1 bilhão, e, para atingir essa meta, ela aposta na crescente demanda por conectores mais rápidos para conectar servidores de data centers que fornecem serviços de computação em nuvem. O anúncio não deixou claro se Foxconn pretende manter o controle da empresa após a oferta.

A unidade, denominada Foxconn Interconnect Technology, fabrica componentes-chave para dispositivos eletrônicos e transferência de dados em alta velocidade. Para relizar o IPO, a Hon Hai pretende fazer a cisão (spinoff) da divisão de interconexão. O plano original da companhia era listar as ações na Taiwan Stock Exchange, mas decidiu que Hong Kong é um mercado mais atrativo para listar seus papéis, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto disse ao The Wall Street Journal. Outros fabricantes de componentes para computadores também tem suas ações negociadas em Hong Kong.

A Foxconn Interconnect Technology é considerada a maior fabricante de conectores da chamada Grande China, em receita, e a quinta maior do mundo, com uma participação de 11,7% e 4,2%, nos respectivos mercados, de acordo com a empresa de consultoria e pesquisas Frost & Sullivan. Os conectores e cabos eletrônicos da empresa são usados em computadores, eletrônicos de consumo e automóveis. Ela possui fábricas em todo o mundo, abrangendo de Taiwan ao México.

A receita da empresa diminuiu nos últimos anos, de US$ 2,51 bilhões em 2013 para US$ 2,33 bilhões em 2015. A empresa atribui essa queda ao vencimento das carteiras de produtos dos seus clientes, em particular de dispositivos móveis e sem fio no mercado global, e ao aumento da pressão sobre os preços. A empresa tem investido em novas tecnologias, tais como painéis solares e robótica, mas esses produtos ainda não geraram receita significativa.

Para coordenar o IPO a empresa contratou a unidade Merrill Lynch do Bank of America, a China International Capital e o Credit Suisse Group.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial