TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Receita com IoT pode chegar a US$ 1,8 trilhão para operadoras de Telecom em 2026

Postado em: 06/09/2017, às 18:10 por Redação

Os operadores se beneficiarão de uma oportunidade de receita estimada em US$ 1.8 trilhões até 2026, impulsionada pela implantação precoce de redes de baixa potência comercial (LPWA) em espectro licenciado, anunciou a GSMA.

Citando novos números publicados pela Machina Research no estudo IoT Forecast Database Research, a associação disse que os lançamentos comerciais de serviços móveis de IoT em espectro licenciado por uma dúzia de operadores globalmente destacam o crescente impulso em torno da tecnologia.

Alex Sinclair, CTO da GSMA, disse que "muitos operadores já estão aproveitando os benefícios da implantação do IoT móvel e encorajamos outros a agir agora para capitalizar essa clara oportunidade de mercado e acelerar ainda mais o desenvolvimento da Internet das coisas".

Os dados da Machina Research mostram que os países das Américas representarão a principal região em termos de geração de receita em 2026, representando US$ 534 bilhões, ou cerca de um terço do total.

Em termos de aplicações individuais, o estudo mostrou a demanda do consumidor por casa conectada (US$ 441 bilhões), eletrônicos de consumo (US$ 376 bilhões) e tecnologias de veículos conectados (US$ 273 bilhões) que representam as maiores oportunidades de receita.

A energia conectada atingirá US$ 128 bilhões até 2026, graças aos governos locais e aos consumidores que buscam maneiras mais inteligentes de gerenciar o consumo. Da mesma forma, as receitas de cidades conectadas deverão atingir US$ 78 bilhões.

A GSMA disse que as operadoras estão aprimorando suas redes celulares licenciadas com NB-IoT e LTE-M, que junto com a EC-GSM são tecnologias de IoT celular padronizadas 3GPP, para dimensionar suas redes.

Espera-se que as redes móveis de IoT tenham 862 milhões de conexões ativas até 2022, ou 56% de todas as conexões LPWA, que são projetadas para suportar aplicativos IoT no mercado de massa, como rastreamento de ativos industriais e iluminação de cidades, que exigem soluções de baixo custo, usem baixas taxas de dados, requeiram longa duração da bateria e possam operar em locais remotos.

A GSMA está apoiando as implementações LPWA comerciais dos operadores em espectro licenciado através da Iniciativa GSMA Mobile IoT, que ofereceu suporte a 74 operadores globais, fabricantes de dispositivos e chipset, módulos e empresas de infraestrutura.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial