TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Gartner alerta que mais da metade do tempo gasto em processos de planejamento é desperdiçado pelas empresas

Postado em: 11/09/2019, às 20:02 por Redação

Gartner alerta que 56% do tempo gasto pelas empresas em processos de planejamento estratégico é desperdiçado com análises e ações que não ajudarão a impulsionar ou preparar as companhias para o futuro. Isso acontece, principalmente, porque as preocupações dos líderes estão concentradas no cumprimento de metas de curto prazo, no medo do fracasso e nas exigências impostas pelas questões operacionais o cotidiano.

Segundo os analistas da consultoria, o sucesso das estratégias depende de uma abordagem mais prática e focada nos desafios de longo prazo. Por isso, os líderes executivos devem trabalhar para identificar e priorizar iniciativas que darão suporte e orientar suas operações, consolidando estratégias dirigidas à inovação, crescimento e competitividade.

Performa.AI

Para tornar os processos de planejamento estratégico ainda mais eficientes, os líderes são aconselhados a investir na criação de um roteiro coerente, com ações que permitam atender pontos como redução de custo, otimização de recursos, melhora operacional e, ainda, oferecer opções específicas para as demandas e características de cada departamento ou área de atuação da companhia. Alguns dos pontos em destaque são:

Incentivar a análise voltada à otimização de custos – À medida que as organizações desenvolvem seus planos estratégicos, é importante que os executivos e gestores estejam preparados para cortar custos desnecessários e, além disso, para encontrar formas práticas de otimizar os gastos e a utilização de recursos. Incluir essa abordagem estratégica ao gerenciamento dos planos protege as principais fontes de valor comercial, em todos os momentos. Para uma abordagem estratégica bem-sucedida, as lideranças devem contar uma compreensão clara dos custos, riscos, tempo e benefícios trazidos de cada projeto.

Desenvolver um plano de ações coerente e adaptável – Conforme a estratégia empresarial evolui, os líderes são desafiados a redefinir prioridades, gerenciar decisões de trade-off e minimizar os custos de mudança. Ao mesmo tempo, eles precisam continuar seus trabalhos para identificar e se comprometer com novas oportunidades de crescimento. Para equacionar todas essas demandas, os executivos são aconselhados a criar um plano claro e organizado, detalhando cada etapa a ser cumprida. Ao terminar ou iniciar uma nova etapa, os líderes devem checar se suas equipes têm os recursos e verbas necessários para dar suporte à execução estratégica da empresa, aproveitando os pontos fortes de suas operações.

Definir o passo a passo de sua estratégia e disseminar o conteúdo com a equipe – O início de um novo plano deve começar pela identificação do atual estágio funcional da organização e da definição dos objetivos que ela espera alcançar. Na sequência, então, é a vez de propor como a operação agirá para atingir essas metas e alcançar o sucesso. Após a análise de todo esse roteiro estratégico, os gestores devem comunicar seus planos e mostrar o que é esperado para cada equipe, destacando como os departamentos deverão ajudar a agregar valor à organização.

Os analistas avaliam, ainda, que é importante demonstrar como as ações a serem implementadas impactarão os negócios da companhia como um todo ao longo dos próximos anos. Junto dessa comunicação, os líderes devem propor, também, um modelo de avaliação que permita identificar o desempenho de cada equipe, mostrando como essa performance será medida, quantificada e reportada em relação aos objetivos de negócios.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial